Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 22/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/09 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 22/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 22/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/09 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.

PSG espanta crise com goleada de 7 a 0 contra Bastia

PSG espanta crise com goleada de 7 a 0 contra Bastia
 
O capitão do PSG, Thiago Silva, comemora o gol marcado em partida contra o Bastia neste sábado (7), no Parc des Princes. ALAIN JOCARD / AFP

No primeiro jogo oficial de 2017, o Paris Saint-Germain impressionou ao golear por 7 a 0 o Bastia pela Copa da França, na noite deste sábado (7), no Parc des Princes, em Paris. A força coletiva e ofensiva mostrada pelo time parisiense agradou aos torcedores, a imprensa esportiva e, claro, aos jogadores. Draxler marcou em sua estreia pelo novo clube.

Apesar do domínio e da fragilidade adversário, o primeiro gol demorou a sair. Aos 30 minutos, em bela cabeçada, o capitão Thiago Silva aproveitou o escanteio cobrado por Lucas Moura e liberou o PSG da pressão.

O zagueiro abriu o caminho de uma goleada impressionante e rara. Todos os gols foram marcados por sete jogadores diferentes, sendo três brasileiros. Além de Thiago Silva, balançaram as redes o atacante Lucas Moura, que sofreu e cobrou com sucesso um pênalti, e o meio campista Thiago Motta. Rabiot, Nkunku, Di Maria e Draxler completaram o placar.

Na saída do estádio, Lucas Moura vibrou com a apresentação da equipe. “Este é o verdadeiro Paris Saint-Germain, que todo mundo quer ver. Tem que ser sempre assim. Essa partida tem que servir de referência para o restante da temporada”, disse em entrevista à RFI Brasil.

“A parada do final do ano fez muito bem para a gente, para esfriar um pouco a cabeça, a alma. Foi uma vitória consistente, a equipe estava muito bem organizada, as jogadas apareceram, os gols também. Foi um início de ano melhor do que a gente imaginava”, acrescentou.

Fim da crise?

Além de referência, o massacre de 7 a 0 contra o Bastia pode representar ainda uma nova fase para o PSG, na segunda parte da temporada. No final do ano, com derrotas que deixaram o time na terceira posição no campeonato francês, atrás do Nice e do Mônaco, a imprensa francesa insistiu que o clube vivia uma crise, até entre os jogadores. Uma situação que Lucas Moura descarta.

"Não vejo como uma crise, foi algo criado pela imprensa. Claro que nós queríamos estar em primeiro lugar no campeonato. Estamos em terceiro, brigando pela liderança. Foi um momento difícil, pelo qual qualquer equipe passa. A gente vem de quatro anos ganhando tudo, é difícil manter. A parada no final do ano foi boa para tranquilizar a cabeça. Nós voltamos mais fortes, como vocês viram hoje", garantiu.

Thiago Motta, autor do quarto gol, espera que o período de turbulência tenha ficado para trás e destaca a vitória impressionante do clube como sinal de que os ventos sopram agora em nova direção. “Foi um começo ideal. Depois das férias, tem aquele período de adaptação, mas treinamos forte. Estamos contentes pelo jogo que fizemos, não só pelo resultado, mas pela apresentação. Com sete jogadores diferentes marcando, é um dado especial porque mostra que todos estão presentes e ajudando o time a vencer”, avaliou.

“A viagem é longa. Existem turbulências. Claro que depois de uma vitória como essa dá tranquilidade. O mais importante é que todos estejam bem. Essa concorrência que existe no grupo, de que aquele que entra tem que demonstrar de verdade que é capaz, de estar entre os 11 titulares, é importante para a gente disputar todos os títulos até o final da temporada”, afirmou.

Draxler marca e acirra concorrência no ataque

A chegada de mais um reforço do PSG, o atacante alemão Julian Draxler, que marcou em sua estreia, fechando a goleada, confirma a filosofia adotada pelo treinador espanhol Unai Emery. Ele aposta na concorrência para elevar o nível dos jogadores e do time que domina há quatro anos o futebol francês.

Lucas, que cedeu lugar para a entrada e estreia Draxler no segundo tempo, descarta uma pressão extra na disputa por uma vaga de titular no ataque. “Aumenta a concorrência, mas nunca posso me acomodar. Sempre soube que nos grandes clubes tem a concorrência com outros jogadores. Isso vai fazer bem para o clube e para os jogadores. Vou continuar dando o meu melhor, sendo eficiente, e aí a dor de cabeça deve ser do treinador”, brincou.

Para Thiago Motta, ninguém deve se acomodar diante dos imensos desafios pela frente: manter os títulos do campeonato, da Copa da França e da Copa da Liga e ainda bater o Barcelona pelas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa.

"Atualmente somos terceiro do campeonato, não vai ser fácil. Temos que nos dar ao máximo porque, se não for assim, não vamos ganhar o campeonato. E temos essa oitava de final contra o Barcelona. Eles são os favoritos, claro, pelo que têm demonstrado nos últimos anos e pelo clube que é. Mas temos nossas possibilidades de passar. Se eles não tiverem cuidado, pode haver uma surpresa.”

Goleada impressionou ex-brasileiro do time

O PSG já reservou a primeira grande surpresa de 2017 com a goleada histórica de 7 a 0, resultado que impressionou também o ex-lateral direito brasileiro Ceará, que jogou pelo PSG cinco anos, entre 2007 e 2012. De férias em Paris, ele conferiu o show do ex-time das arquibancadas e gostou do que viu.

“Eu não me recordo de outra ocasião em que o PSG tenha vencido por 7 a 0. Os brasileiros que estiveram e campo foram muito bem. Fico feliz de voltar aqui e conferir que o clube continua nessa progressão e torço para que volte a ser campeão e continue progredindo”, destacou.

O próximo compromisso do PSG é na quarta-feira (11) no Parc des Princes, em jogo contra o Metz pela Copa da Liga francesa.


Sobre o mesmo assunto

  • Football Leaks: PSG mima Thiago Silva com milhões

    Saiba mais

  • Jornal francês revela bastidores da negociação do PSG com Neymar

    Saiba mais

  • Futebol/França

    PSG goleia e conquista 10° título da Copa da França

    Saiba mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
Programas
 
O tempo de conexão expirou.