Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 23/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 23/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 23/08 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 23/08 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 23/08 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 23/08 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/08 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Esportes

Ibrahimovic se torna o maior artilheiro do PSG em sua despedida de estádio

media Zlatan Ibrahimovic na sua despedida do Parc des Princes, em Paris. REUTERS/Gonzalo Fuentes

Autor de dois gols na goleada de 4 a 0 do PSG sobre o Nantes, no encerramento do campeonato francês, o atacante sueco Zlatan Ibrahimovic se despediu do estádio Parc des Princes, em Paris, com brilho, cercado pelo carinho dos torcedores e como o maior artilheiro do clube na competição.

Tudo foi concebido para uma despedida honrosa e fazer jus ao jogador que marcou a história do clube parisiense e do futebol francês. Desde o anúncio, na sexta-feira (13), de que não renovaria seu contrato com o time parisiense, as homenagens se sucederam para a grande estrela do PSG.

O atleta foi trazido à capital francesa para dar maior visibilidade ao projeto do dono do clube, um fundo de investimentos do Catar, de transformar o time da capital francesa em um dos maiores da Europa.

Um dos maiores responsáveis por dar uma dimensão internacional ao clube francês, Zlatan Ibrahimovic teve um acolhida calorosa dos companheiros e torcedores ao pisar pela última vez no gramado do "Parc", a casa do PSG.

Na entrada em campo, o sueco foi recepcionado pelos seus companheiros de equipe na beira do gramado e por uma torcida de pé nas arquibancadas lotadas e coloridas com as cores azul, branca e vermelha.

O jogo com o modesto Nantes, 13° colocado no campeonato francês, foi apenas para cumprir tabela.  Campeão pela quarta vez consecutiva e com oito rodadas de antecedência, o Paris Saint-Germain tinha como maior objetivo oferecer uma exibição de gala, com um roteiro voltado para tornar o adeus inesquecível também para o atleta.

Gols nas duas etapas

Aos dez minutos, o jogo parou e, obediente ao pedido do locator do estádio, o público fez uma ovação demorada ao seu número 10. Não demorou para o sueco agradecer do jeito mais esperado. Aos 17 minutos, de um cruzamento da direita, Ibrahimovic completou de peito, abrindo o placar.  Muita comemoração no 37° gol no campeonato com a camiseta do PSG em uma mesma temporada, igualando o recorde longevo de Carlos Bianchi (1977-1978).

Aos 29, em bela assistência de Lucas, o gigante sueco tentou com um gesto técnico, mas falhou, assim como no minuto seguinte, quando perdeu chance cara a cara com o goleiro, que defendeu para escanteio. Valente mas sem oeferecer resistência, o Nantes viu o dono da festa ampliar com Lucas, aos 43 minutos.

Na etapa final, sempre buscando o gol para se tornar o maior artilheiro isolado do PSG no campeonato, Zlatan ofereceu a Marquinhos um presente. Ao cobrar com força uma falta, o goleiro do Nantes defendeu e o zagueiro brasileiro aproveitou o rebote para fazer o terceiro.

Empurrado pela torcida que vibrava a cada lance seu, Ibrahimovic desperdiçou ainda várias oportunidades e quando o jogo já se aproximava do final, o gigante balançou as redes pela segunda vez, desta vez de cabeça,  estabelecendo o novo recorde de gols de um artilheiro do PSG no campeonato francês: 38.

O atacante ainda ganhou uma ovação ainda mais estrondosa ao deixar o gramado antes do fim da partida,  levado para fora do gramado pelos dois filhos e ao som de “Merci Zlatan” (Obrigado Zlatan).

Mais homenagens

Depois de encerrada a partida, os telões do estádio exibiram um vídeo com os 153 gols marcados pelo sueco com a camiseta do PSG e, na sequência, o clube preparou uma grande homenagem aos jogadores com um show pirotécnico e um palco armado no meio do gramado para celebrar as conquistas da temporada.

O atacante sueco ainda vai disputar uma última partida com a camiseta do PSG. Será a final da Copa da França contra o arquirrival Olympique de Marselha no Stade de France, no sábado, dia 21 de maio.

Campanha impressionante

Com a goleada de 4 a 0 sobre o Nantes, o PSG terminou o campeonato com 96 pontos e apenas duas derrotas em 38 rodadas. O Lyon terminou em segundo e o Mônaco em terceiro lugar. Troyes, Ajjaccio e Reims foram rebaixados para a segunda divisão.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.