Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/07 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 22/07 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/07 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 22/07 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 22/07 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/07 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Esportes

Futebol: um balanço da primeira metade dos campeonatos europeus

media O trio MSN (Messi, Suarez e Neymar) levou o Barça a liderança na Espanha. AFP/LLUIS GENE

O início do ano é um bom momento para se fazer um balanço da primeira metade da temporada dos cinco principais campeonatos de futebol europeus. Enquanto na Alemanha e na França tudo já parece resolvido por Bayern de Munique e Paris Saint-Germain, na Inglaterra, na Espanha e na Itália as disputas ainda estão em aberto.

Alemanha: Bayern rumo ao tetra

Tricampeão alemão, o Bayern de Munique deu a largada para conservar a troféu. Graças a um desempenho quase perfeito na primeira metade da temporada (15 vitórias, um empate e apenas uma derrota em 17 partidas), o clube bávaro já acumula oito pontos à frente do segundo colocado, o Borussia Dortmund (46 a 38). O vice-líder tem, pelo menos, o artilheiro do campeonato, o gabonês Pierre-Emerick Aubameyang (18 gols).

Até o último jogo antes do recesso de Ano Novo, o Borussia estava a apenas cinco pontos de distância do líder, mas a derrota para o Colônia (2 a 1), no dia 19 de dezembro, colocou o time de Dortmund em uma situação delicada na luta pelo título.

Tirando uma improvável virada na segunda metade da temporada, o Bayern conquistará um quarto título consecutivo, algo inédito na história do clube. Os homens de Pep Guardiola, que deixará o time na próxima temporada, participarão pela sexta vez seguida da Liga dos Campeões.

Inglaterra: Arsenal vira na liderança

O Leicester é a revelação da primeira parte desta temporada na Inglaterra. O time de Claudio Renieri perdeu a primeira posição da Premier League nas últimas rodadas do ano, quando obteve apenas dois empates. Mas Jamie Vardy (15 gols) e Riyad Mahrez (13 gols) surpreenderam o futebol inglês ao levar o Leicester a uma impressionante campanha de 39 pontos em 19 jogos (apenas dois pontos a menos que o total de sua temporada 2014-2015).

Já o Arsenal aproveitou a queda de rendimento do Leicester na reta final e tomou a liderança do campeonato, apenas por saldo de gols. Com um desempenho apenas regular – como demonstrou a derrota de 4 a 0 para o Southampton no último dia 26 –, os Gunners puderam pelo menos contar com a boa fase do francês Olivier Giroud, que marcou 10 gols.

Em seguida na tabela vêm Manchester City (36 pontos) e Tottenham (35), seguidos pelo Manchetes United, que perde tempo com 30 pontos e nenhuma vitória em dezembro, apesar dos quatro gols de Anthony Martial na temporada. Por fim, o Chelsea, que disse adeus ao técnico José Mourinho, provavelmente também dirá adeus ao campeonato, tendo marcado apenas 20 pontos, estando na 14ª posição.

Espanha: Barça perseguido pelo Real

Apesar de ter um jogo a menos (que será disputado com o Sporting Gijon em fevereiro), o Barcelona (38 pontos) está na frente dos dois clubes de Madri, o Atlético (38) e o Real (36), após 17 rodadas. Mesmo que o campeonato não esteja definido, o Barça leva uma vantagem psicológica por ter batido os dois adversários diretos, ambos em Madri. No estádio do Atlético, marcou 2 a 1, e contra o Real, uma vitória espetacular de 4 a 0 em pleno Santiago Bernabeu, no último dia 21 de novembro.

Sem jogar os últimos dois jogos do campeonato, Lionel Messi (6 gols) assistiu a seus colegas Luis Suarez (15 gols) e Neymar (14) dar um show. No Real, Rafael Benitez está a perigo e poderá ser substituído por Zinedine Zidane. Os destaques do time são Cristiano Ronaldo (14 gols) e Karim Benzema (11 gols).
Vale registrar também o bom desempenho de outros dois franceses, Kevin Gameiro (sete gols pelo Sevilha) e Antoine Griezmann (nove gols pelo Atlético Madrid).

França: o PSG desfila

Liderados por um Zlatan Ibrahimovic que provou ainda ter muito futebol para mostrar (15 gols), o PSG atropelou os adversários nessa primeira metade da temporada. Foram 16 vitorias em 19 jogos, sem nenhuma derrota. O desempenho rendeu um recorde de pontos na Ligue 1 antes do recesso – 51 pontos contra os 50 obtidos pelo Lyon em 2006.

O saldo de gols do time de Laurent Blanc dá vertigem: 39, o que deu à equipe 19 pontos de vantagem sobre o segundo colocado, o Monaco, com 32 pontos. Espera-se que o PSG bata ainda muitos outros recordes até o fim da temporada.

Atrás na tabela muitas equipes surpreenderam: Angers (terceiro no pódio, com 31 pontos), Caen (30) e Nice (29, com grande desempenho de Hatem Ben Arfa), estão em condições de se classificar para alguma das competições continentais na próxima temporada. Por outro lado, Lyon, 9ª posição com 26 pontos, e Marseille, 10ª posição com 25 pontos, são as grandes decepções. O Lyon ainda demitiu o treinador Hubert Fournier, substituído por Bruno Génésio.

Itália: Juve persegue a Inter

Decepcionante havia quatro anos, sem nunca ter conseguido entrar entre os quatro primeiros, a Inter de Milão poderá se redimir e levantar seu 19º scudetto, o primeiro desde 2010. Os milaneses estão na liderança com 36 pontos, depois de 17 rodadas. O grande destaque do time é a defesa, uma das melhores da Europa – levou apenas 11 gols.

Mas a Inter é perseguida de perto pela Fiorentina e pelo Napoles, que é carregado pelo maior goleador da Serie A, Gonazlo Huiguain (14 gols). Os dois times estão a apenas um ponto do líder. Em seguida vem Juventus, com 33, e Roma, com 32. Após um início de temporada ruim (12 pontos em 10 jogos), a Juve de Patrice Evra e Paul Pogba começa a melhorar, com uma sequência de sete vitórias.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.