Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 15/10 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 15/10 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 15/10 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 14/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 14/10 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 14/10 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 14/10 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 14/10 09h36 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Esportes

Brasil conquista penta no handebol feminino e faz história no Pan

media Seleção feminina brasileira de handebol, comandada pelo técnico Morten Soubak. © CBHb

O Brasil conquistou apenas três medalhas nesta sexta-feira (24) nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, mas uma delas foi histórica: o quinto ouro seguido da seleção feminina de handebol, atual campeã mundial da modalidade. As outras duas medalhas do dia foram de bronze, na esgrima, com a equipe feminina de espada, e no atletismo, com Júlio César de Oliveira no lançamento de dardo. Neste sábado o Brasil tem mais chances de medalhas de ouro no handebol e no basquete masculino e no vôlei feminino.

O quinto título das meninas do Brasil veio com vitória por 25 a 20 sobre a Argentina. A final em Toronto foi um repeteco do Pan de Guadalajara, no México, em 2011, quando as brasileiras conquistaram o tetracampeonato. O primeiro tempo da partida de ontem foi muito equilibrado (12-12), mas o Brasil voltou do intervalo decidido a ganhar. A seleção fez um segundo tempo espetacular, abrindo ampla vantagem, com um ataque certeiro e uma defesa de ferro, que ficou quase vinte minutos sem sofrer gol.

O grande nome da vitória brasileira foi Alexandra Nascimento, eleita melhor jogadora do mundo em 2012 e a artilheira da partida de ontem, com seis gols. Antes de sonhar com o ouro olímpico no ano que vem, no Rio de Janeiro, Alexandra e suas companheiras de equipe terão outro grande desafio pela frente: a conquista do bicampeonato mundial, em dezembro, na Dinamarca, terra do técnico da seleção canarinho, Morten Soubak.

A seleção masculina de handebol terá a oportunidade de imitar a feminina neste sábado, em mais uma final contra a Argentina, às 20h00 locais (21h00 de Brasília).

Brasil no 3° lugar do quadro de medalhas

No estádio de atletismo da Universidade de York, Júlio César de Oliveira faturou o bronze na sexta-feira ao lançar o dardo a 80,94 m. Ele ficou atrás apenas do americano Riley Dolezal (prata, 81,62) e do atual campeão, Keshorn Walcott, de Trinidad e Tobago, que conquistou o ouro (80,94). A medalha de Júlio César foi a décima do atletismo do país em Toronto. Haverá outras chances de pódio, com os revezamentos 4x100 m. As equipes masculina e feminina se classificaram para as finais, marcadas para este sábado.

Na esgrima, Nathalie Moellhausen, Amanda Simeão e Rayssa Costa garantiram o bronze por equipes, ao superar as cubanas por 38 a 29. A esgrima já rendeu outras duas medalhas ao Brasil neste Pan, ambas de bronze, com Nathalie na espada individual e Ghislain Perrier no florete.

O penta no handebol rendeu a 35 ª medalha de ouro para a delegação brasileira no Pan. O Brasil conseguiu conter um pouco o forte avanço de Cuba (4º, com 31 ouros) e se mantém em terceiro lugar no quadro geral de medalhas.

Novas chances de medalhas

O handebol feminino foi o grande destaque de ontem, mas a seleção masculina de basquete também brilhou, ao vencer a República Dominicana por 68 a 62 e garantir sua vaga para a final. Os jogadores comandados de Rubén Magnano lutarão pelo ouro neste sábado (17h30 de Brasília), contra os anfitriões canadenses, que derrotaram os Estados Unidos por 111 a 108 na prorrogação.

Além do handebol, haverá outra final Brasil-Argentina, no domingo (26), no vôlei masculino. Os brasileiros derrotaram Porto Rico por 3 sets a 0, com parciais de 25-16, 25-17 e 23-23. No feminino, as bicampeãs olímpicas disputarão o ouro neste sábado, com os Estados Unidos (21h30 de Brasília).

Fora das competições, o destaque negativo foi a acusação pela polícia canadense de que o goleiro reserva da seleção brasileira de polo aquático, Thye Mattos, agrediu sexualmente uma jovem de 22 anos na quinta-feira da semana passada (16).

(com informações da AFP)
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.