Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 20/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 20/07 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 20/07 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 20/07 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 20/07 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 20/07 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 19/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 19/07 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Esportes

PSG conquista Copa da Liga com goleada de 4 a 0 sobre o Bastia

media O jogador sueco Zlatan Ibrahimovic. REUTERS/Charles Platiau

Com gols de Ibrahimovic e Cavani, o Paris Saint-Germain conquistou na noite deste sábado (11), no Stade de France,  seu 5° troféu de campeão da Copa da Liga francesa ao aplicar uma goleada de 4 a 0 sobre o Bastia. Esse segundo título consecutivo da competição amplia as chances do time parisiense se tornar o primeiro clube francês a vencer todas as competições em uma mesma temporada.

PSG e Bastia se encontraram pela segunda vez em uma final da Copa da Liga. Na primeira, em 1995, o Paris Saint-Germain venceu 2 a 0, resultado que levou o clube a levantar seu primeiro troféu da competição. Dez anos depois, a história se repetiu, mas em contexto mais favorável ao time pariense que já entrou em campo como amplo favorito na defesa de seu título.

Atual líder do campeonato francês e com um elenco cheio de estrelas, o PSG teve pela frente um adversário modesto, que está em 14° lugar na tabela e luta contra o rebaixamento.

Apesar de uma formação com muitos titulares ausentes, como Thiago Motta e David Luiz, afastados dos gramados por contusão, o PSG mostrou logo de cara sua superioridade. O favoritismo ganhou um contorno mais concreto depois de Ibrahimovic abrir o placar, cobrando pênalti, aos 21 minutos.

No lance, o zagueiro do Bastia foi expulso ao ter derrubado o atacante Lavezzi na área. Com um homem a mais no gramado, o PSG manteve com absoluta  tranquilidade sua posse de bola, mas nem sempre chegava com objetividade ao ataque.

Assustado em campo e com um atacante sacrificado para a entrada de um zagueiro para cobrir a falha da defesa, o Bastia pouco se arriscou. O PSG só chegou ao segundo gol aos 41 minutos, novamente com Ibrahimovic, aproveitando um rebote da defesa e chutando rasteiro, de fora da área.

Vantagem até o apito final

Com a vantagem no placar, o segundo tempo começou como um passeio. Foram duas grandes oportunidades de ampliar o placar em menos de dois minutos com Pastore e Lavezzi, mas a bola não entrou.

Com 67% de posse de bola, o time parisiense demorou, no entanto, a liquidar a partida. Ainda sofreu uma pressão do Bastia em bolas paradas. Thiago Silva chegou a salvar um gol adversário, em um lance confuso na área.

As mudanças do treinador Laurent Blanc para tornar o time mais ofensivo se mostraram acertadas. Aos 18 minutos, o uruguaio Cavani entrou no lugar do argentino Lavezzi e fez juz ao seu apelido "El Matador". Fez o terceiro gol do PSG aos 35 minutos, ao aproveitar belo cruzamento do lateral direito Serge Aurier e cabecear com estilo, no canto de Areola. O atacante voltou a marcar, já nos acréscimos, depois de ser lançado em profundidade e acertar um chute cruzado.

Delírio nas arquibancadas na comemoração do 5° troféu da Copa da Liga, depois das conquistas de 95, 98, 2008 e 2014. O troféu, erguido pelo capitão Thiago Silva é o segundo da temporada, depois do Troféu dos Campeões.

O PSG ainda tem chances de conquistar o título de campeão francês e o troféu da Copa da França que disouta no dia 30 de maio contra o Auxerre. Além disso o time parisiense disputa a Liga dos Campeões da Europa e joga primeira partida das quartas de final contra o Barcelona, na quarta-feira, em Paris.

Voltas

A final da Copa da Liga no Stade de France marcou a volta de dois brasileiros aos gramados franceses. Lucas Moura, do PSG, que entrou no segundo tempo depois de dois meses ausente por contusão, e Brandão, do Bastia, que foi punido com seis meses de suspensão por ter dado uma cabeçada em Thiago Motta, após o jogo entre as duas equipes pelo campeonato francês. Ambos entraram no segundo tempo da partida.

 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.