Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 13/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 13/11 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 13/11 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 13/11 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 13/11 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 13/11 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 12/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 12/11 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Esportes

Estado de saúde de piloto francês é crítico, mas estável, diz FIA

media Hospital onde o francês Jules Bianchi, da escuderia Marussia, que sofreu um grave acidente a nove voltas do fim do GP do Japão de Fórmula 1 foi internado REUTERS/Yuya Shino

O estado de saúde de Jules Bianchi, vítima de um grave acidente domingo no GP do Japão de Fórmula 1, é "crítico, mas estável", indicou o porta-voz da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Matteo Bonciani. A informação foi revelada a pedido dos familiares do piloto na noite desta segunda-feira (6), pelo horário local, em frente ao hospital de Yokkaichi, onde ele segue internado.

"Entendam, é muito grave (sem evolução)", disse Bonciani, muito emocionado e falando em várias línguas para atender todos os jornalistas que esperaram o dia inteiro por notícias.

O porta-voz, que é muito próximo do piloto, não é médico e fez a declaração a pedido dos pais de Jules Bianchi que, segundo ele, "não se sentem capazes de falar com a imprensa".

Os pais de Jules, Philippe e Christine Bianchi, chegaram no início da noite em Yokkaichi vindos de um voo que partiu de Nice, sul da França, com escala em Dubai. Na terça-feira pela manhã eles vão se encontrar com os médicos que cuidam do filho de 25 anos, que corre pela escuderia Marussia desde 2013.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.