Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 21/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 21/09 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 21/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 21/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 20/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 20/09 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Esportes

Ex-piloto Michael Schumacher recebe visitas e reage a vozes

media O alemão Michael Schumacher. REUTERS/Radu Sigheti/Files

O ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher começou a respirar sem a  ajuda de aparelhos e "ouve vozes dos familiares". A informação aparece hoje no jornal italiano Gazzetta dello Sport. Segundo as informações do jornal, que não cita suas fontes, Schumacher recebe regularmente visitas de familiares, de Jean Todt, presidente da Federação Internacional de Automobilismo, e de Ross Brawn, diretor técnico da Ferarri entre 1997 e 2006.

A mullher do ex-piloto, Corinna, visita Schumacher diariamente no Hospital Universitário de Grenoble e sussurra palavras no ouvido do marido na mais estrita intimidade. Ross Brawn, seguindo conselhos da equipe médica, passa gravações de áudio das corridas de Fórmula 1 para que Schumacher as ouça. Quanto aos filhos do casal, Gina Maria et Mick, eles voltaram para a escola na Suíça, mas visitam o pai sempre que podem.

No dia 29 de dezembro do ano passado, Schumacher sofreu um grave acidente quando esquiava em Meribel, nos Alpes franceses. Desde então, ele foi submetido a cirurgias no crânio e é mantido em coma induzido. Desde o final de janeiro, os médicos têm reduzido a sedação para que ele "acorde de forma gradual". Os médicos não fazem prognósticos sobre possíveis sequelas. Schumacher sofreu lesões difusas no cérebro e ninguém sabe se um dia ele voltará a falar e andar.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.