Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 20/04 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 20/04 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 20/04 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 19/04 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 19/04 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 19/04 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 19/04 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 19/04 09h36 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Esportes

Putin garante que gays serão bem recebidos nas Olimpíadas de Sochi

media Vladimir Putin durante entrevista na televisão neste domingo, 19 de janeiro de 2014. Reuters

O presidente russo Vladimir Putin tentou tranquilizar hoje (19) os atletas e turistas sobre os Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi. A três semanas do início do evento, ele garantiu em entrevista à imprensa que todo mundo será recebido independentemente da orientação sexual. Putin também disse que não houve corrupção na organização do evento.

O presidente russo Valdimir Putin tenta diminuir a polêmica e as críticas à legislação russa que proíbe e pune com penas de prisão a "propaganda" de homossexuais diante de menores. Em reação a adoção dessa lei pelo país, vários líderes internacionais anunciaram o boicote dos jogos de Sochi. O líder russo tentou minimizar esses boicotes lembrando que “chefes de Estado e de governo não têm o hábito de participar da abertura das Olimpíadas”.

Putin continua defendendo a legislação que é acusada por organizações de Direitos Humanos de estigmatizar os gays. Segundo o presidente, o texto “proíbe a propaganda homossexual, mas também qualquer abuso sexual contra menores”. Ele explicou que isso não significa que os gays serão perseguidos e por isso “as pessoas que tem essa orientação sexual não-tradicional não devem ter medo de participar de Sochi”.

Corrupção

O presidente russo também negou na entrevista deste domingo a vários canais de televisão a existência de esquemas de corrupção envolvendo a organização do evento. Ele concedeu, no entanto, que houve tentativas de alguns fornecedores em superfaturar os preços.

Os jogos Olímpicos de Sochi, que acontecem de 7 a 23 de fevereiro, custaram 50 bilhões de dólares, soma recorde que transformou essa Olimpíada na mais cara da história.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.