Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 15/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 15/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 15/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 15/09 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 15/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 15/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 14/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 14/09 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Esportes

Britânico Bradley Wiggins assume liderança da Volta da França

media Britânico comemorou o resultado deste sábado. REUTERS/Stephane Mahe

O ciclista britânico Bradley Wiggins e a equipe Team Sky conquistaram hoje a liderança geral da Volta da França. A escalada final do percurso de 199 quilômetros, da sétima etapa da competição, foi curta e não-anunciada, mas seus 5,9 quilômetros foram suficientes para selecionar os candidatos mais preparados para vencer o circuito ciclístico.

A prova final é a chegada a Paris, daqui a duas semanas. A etapa de hoje, a primeira de montanhas, foi vencida pelo britânico Chris Froome, que disparou nos 100 metros finais para vencer o atual campeão da Volta, Cadel Evans, por dois segundos. Seu colega de equipe e líder Wiggins foi o terceiro ao mesmo tempo. O italiano Vincenzo Nibali terminou em quarto lugar, sete segundos atrás.

Ver os dois pré-favoritos lado a lado na linha de chegada foi um sinal de que a disputa entre Froome e Wiggins provavelmente será dominante nas duas semanas que virão.

"Meu primeiro objetivo hoje era conquistar a camiseta amarela (que representa a vitória na etapa)", disse Wiggins, que agora lidera a disputa por 10 segundos no geral. "É um sonho que tenho desde que eu era criança. O que acontecer no restante da corrida é uma grande proeza", acrescentou o campeão olímpico, o primeiro britânico a liderar a Volta da França desde David Millar, em 2000.
 

 
O tempo de conexão expirou.