Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 18/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 18/11 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 18/11 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 18/11 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 18/11 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 18/11 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 17/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 17/11 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Esportes

Queniano Stanley Biwott bate recorde e vence Maratona de Paris

media O queniano Stanley Biwott vence a Maratona de Paris. REUTERS/Jacky Naegelen

O queniano Stanley Biwott de 26 anos é o grande vencedor da Maratona de Paris neste domingo. Com o tempo de 2 heures 05 minutos e 11 segundos ao final do percurso de 42 quilômetros, o atleta também estabeleceu um novo recorde para a prova.

Stanley Biwott vinha acompanhando o pelotão de elite, mas disparou após o quilômetro 30, deixando para trás os etíopes Raji Assefa, e Sisay Jisa, que chegaram, respectivamente, na segunda e terceira posições, cerca de um minuto depois de o vencedor cruzar a linha de chegada.

Segundo a organização, a maratona deste domingo serviu para que muitos atletas testassem o seu nível antes dos Jogos Olímpicos de Londres em junho. Biwott já está acostumado aos pódios parisienses. No último dia 4 de março, ele havia ganhado a meia-maratona na capital francesa. Entre as mulheres, também houve quebra de recorde com a etíope Tirfi Beyene. A corredora venceu a prova em 2 heures 21 minutos e 39 segundos.

Os números da organização da maratona também impressionam. Ao todo, foram distribuídas 18 toneladas de laranja, 30 mil bananas e 456 mil garrafas de água mineral para os corredores além de bebidas energéticas. Ao longo do trajeto, que vai do Arco Triunfo, percorre as mais belas paisagens de Paris e termina nos arredores do Champs Elysées, pelos menos 200 mil pessoas foram assistir a competição. E para esses torcedores, a maratona também acontece no metrô. Muitos familiares e amigos dos atletas usam o meio de transporte para chegarem mais rápido aos prontos estratégicos da maratona e poderem ver de mais perto os corredores.

Na edição deste ano, há 407 brasileiros inscritos, o que faz o Brasil o 10° país com o maior número de atletas participando da corrida. O resultado final da competição só estará disponível as 16h30 em Paris. Mas, entre os 66 primeiros colocados, ainda não havia nenhum brasileiro.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.