Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 17/02 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 17/02 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 17/02 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Esportes

Tiago Camilo ganha prata e Brasil termina Grand Slam de Paris com 3 medalhas

media Tiago Camilo no tatame com o japonês Daiki Nishiyama neste domingo em Paris. Reuters

O Brasil fez bonito no Grande Slam de Paris disputado neste final de semana na capital francesa. A delegação brasileira, que trouxe 7 atletas,  termina a competição, uma das mais importantes do circuito mundial, com três medalhas. Duas de bronze no feminino com Sarah Menezes e Mayra Aguiar e uma de prata no masculino com Tiago Camilo.  

A primeira medalha foi conquistada no sábado com a judoca piauiense Sarah Menezes na categoria até 48 quilos. A brasileira melhor posicionada no ranking, quinto lugar atualmente, disputou sua última competição antes de tirar um mês de férias.

Apesar de uma contusão no dedo, Sarah usou mais a técnica do que a força e chegou até a semi-final quando foi derrotada por ippon pela japonesa Haruna Asami que ficou em primeiro lugar demonstrando porque é a atual campeã na categoria.

De acordo com as regras do judô, a derrota na semi garante o bronze. Foi o que aconteceu também com a meio pesado Mayra Aguiar que parou na semi-final, derrotada pela francesa Audrey Tcheuméo que acabou com o ouro.

Prata

A melhor participação do judô brasileiro foi com Tiago Camilo que faturou a medalha de prata na categoria até 90 quilos. Depois de passar pelo francês Romain Buffet, que teve o apoio da torcida que lotou o ginásio de Paris Bercy, Tiago Camilo encarou na final o japonês Daiki Nishiyama que acabou superando o brasileiro e vencendo o combate. 

"Sabia que a luta iria ser dura e decidida nos detalhes. Faltando pouco mais de um minuto para terminar, tentei um golpe, ele defendeu e acabou aplicando um contra-golpe", lamentou o judoca em entrevista à Rádio França Internacional.

"O mais importante é que estou voltando a lutar do jeito que eu quero, bem solto e buscando os golpes. O mais importante é a maneira como lutei.  Isso me dá muita confiança para as próximas competições", completou.

Com as três medalhas em 2011, o Brasil segue mantendo seu alto nível técnico neste esporte e termina o Grande Slam de Paris de Judô com uma campanha melhor do que ano passado quando voltou para casa com apenas 2 medalhas, sendo uma de bronze de Tiago Camilo.

Durante  essa semana, uma delegação de 7 atletas continua em Paris para fazer treinamentos no Instituto francês de Judô com vistas à preparação para a Copa do Mundo masculina, que será disputada no próximo final de semana na Hungria e para a Copa do Mundo feminina, na Áustria.

 

O brasileiro Tiago Camilo 07/02/2011 Ouvir

 
O tempo de conexão expirou.