Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 21/01 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 21/01 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 21/01 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 21/01 08h57 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 21/01 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 21/01 08h30 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 20/01 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 20/01 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Economia

China se diz pronta para enfrentar Estados Unidos em guerra comercial

media Presidente norte-americano Donald Trump posa ao lado do presidente chinês Xi Jinping Fred DUFOUR / AFP

A China se declarou nesta sexta-feira (6) pronta para “ir até o fim” e “a qualquer preço” na guerra comercial contra os Estados Unidos, em decorrência das ameaças de novas medidas alfandegárias do presidente norte-americano Donald Trump.

“Se os Estados Unidos ignoram a oposição da China e da comunidade internacional, persistindo em suas medidas unilaterais e protecionistas, a China está pronta para ir até o fim e a qualquer preço”, declarou o Ministério do Comércio chinês em comunicado.

A troca de ameaças entre as duas nações se tornou quase cotidiana nesta semana, com reações imediatas dos dois lados. “Não desejamos uma guerra comercial, mas não temos medo de enfrentá-la, se for preciso”, declarou Pequim.

Toma lá, dá cá

Apesar do clima diplomático pesado, nenhuma ação concreta foi tomada e o anúncio das medidas por parte de Trump é, até o momento, apenas uma provocação. O representante norte-americano do comércio Robert Lightizer destacou, em seu comunicado, que as medidas anunciadas pelos Estados Unidos não entrariam em vigor antes de um processo de consulta pública.

“O presidente Trump propõe uma resposta apropriada à recente ameaça chinesa de impor novas tarifas alfandegárias. Após investigação, encontramos provas irrefutáveis de que as ações irracionais da China ameaçam a economia norte-americana”, declarou Lightizer.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.