Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 15/12 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 15/12 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 15/12 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 15/12 08h57 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 15/12 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 15/12 08h30 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 10/12 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 10/12 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.

Bons preços e qualidade de vida levam brasileiros a comprar imóveis em Portugal

Bons preços e qualidade de vida levam brasileiros a comprar imóveis em Portugal
 
Condomínio Lisbon Green Valley, na capital portuguesa, atrai brasileiros Divulgação

Os brasileiros compram cada vez mais casas em Portugal, principalmente em Lisboa, seja para morar ou apenas como investimento. Os motivos são diversos: desde a crise econômica e a insegurança no Brasil até os preços convidativos dos imóveis e a recuperação econômica de Portugal.

O paulista naturalizado português Renato Breia, diretor da consultoria Empiricus, explica por que adquirir um imóvel em Portugal é um bom negócio: “Aqui se encontra um dos m² mais baratos da Europa, e o rendimento do investimento vale muito a pena. Em relação ao valor do imóvel, o rendimento gira em torno de 4% a 6% por ano, que, com uma taxa de juros próxima a 0%, é um bom investimento”. O m² custa em média € 2.500  na capital portuguesa.

Renato Breia: curso para brasileiros sobre investimento em imóveis em Portugal Arquivo Pessoal

A onda é tão forte que a Empiricus, maior consultoria de investimentos do Brasil, criou um curso para seus 170 mil assinantes de como ganhar dinheiro investindo em imóveis em Portugal.

Ana Varela, diretora da imobiliária Arcada Nobre, explica que o governo português oferece incentivos fiscais para estrangeiros. “Há um programa de incentivo ao investimento estrangeiro por meio da concessão de um título de residência válido por 5 anos, o chamado Golden Visa (visto Golden), para as pessoas que investirem um mínimo de € 500 mil em imóveis”, explica.

“Esse valor baixa para € 300 mil se o investimento for em um imóvel para reabilitação em zona histórica, como é o caso do centro de Lisboa. Nessa modalidade os investidores podem usufruir ainda de isenção de impostos, principalmente do IMT (Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis), que pode chegar a 6% do valor do imóvel", completa.

Com o Golden Visa, o brasileiro ainda pode solicitar a cidadania portuguesa após os 5 anos de residência. Dos 5 mil vistos dados no último ano, 400 foram para brasileiros - a maioria dos beneficiados são chineses.

Integração rápida

Mas quem decide se mudar para a ex-metrópole do Brasil também leva em consideração outros motivos. “É a mesma língua, há uma integração quase instantânea na sociedade portuguesa, porque os brasileiros são bem-vindos, a tranquilidade, o baixo custo de vida. Além dos costumes, que são muito parecidos”, opina o lusobrasileiro Gilberto Jordan, proprietário e presidente da Planbelas Sociedade Imobiliária, que se mudou para Portugal há 30 anos.

Ana Varela: brasileiros citam sol, praia e segurança como motivos para morar em Portugal Arquivo Pessoal

Ana Varela acrescenta algumas outras razões, que ela ouviu dos seus clientes brasileiros. “Portugal oferece sol, praia, boas escolas e boas comunicações”, afirma. Ela acrescenta que Lisboa foi apontada pelo ranking internacional Emerging Trends in Real Estate como a 7ª cidade mais atraente para investimento entre 28 analisadas.

Renato Breia descreve o perfil dos brasileiros que decidem investir em imóveis em Portugal. “São pessoas ricas. Vejo jovens entre 35 e 45 anos, que têm condição financeira de fazer esse investimento. Há ainda pessoas mais velhas, aposentadas, que já criaram os filhos, geralmente só o marido e a mulher. Compram uma residência, passam parte do ano em Portugal e outra parte no Brasil ou se mudam definitivamente para a Europa.”

Fugindo da insegurança

O advogado Fernando Augusto Pinto, 48, comprou um imóvel pela imobiliária Arcada Nobre e se mudou para Lisboa com a mulher e as duas filhas. “No Brasil, há insegurança econômica, social e política. Além disso, o imóvel aqui em Lisboa era mais barato que no Rio. E há também a questão de investir em uma moeda forte, o euro”, explica.

Fernando Pinto com sua mulher, sogra e filhas: do Rio para Lisboa Arquivo pessoal

Segundo ele, os três fatores mais importantes para a mudança foram "segurança, saúde e educação". " A segurança é o mais importante, considerando a situação das cidades grandes no Brasil. Os sistemas públicos de educação e saúde também são excelentes em Portugal e, mesmo o plano de saúde que eu fiz aqui, é mais barato que no Brasil." Ele mora no bairro da Ajuda, próximo à área turistíca de Belém, uma zona que vem sendo revitalizada e tem atraído cada vez mais brasileiros.

A imobiliária Planbelas, fundada no Rio de Janeiro, criou o condomínio Lisbon Green Valley, com 366 unidades, em um bosque na capital portuguesea. Gilberto Jordan diz que 20 brasileiros já compraram imóveis no local. “O brasileiro reconhece logo porque é um condomínio grande com campo de golfe, piscinas, como no Rio e em São Paulo. É uma área muito bonita, em uma serra de 250 m de altura, com vista para o mar”, explica o presidente da empresa.

Portugal subiu dois lugares no ranking mundial dos melhores países para investir em imóveis, ocupando agora a 3ª posição, atrás de Bélgica e Áustria, segundo relatório do Global Residence and Citizenship Program. O programa realiza, a cada ano, uma análise do mercado mundial.


Sobre o mesmo assunto

  • Economia

    A vida a juro 0%: nunca foi tão fácil tomar empréstimo na Europa

    Saiba mais

  • Reportagem

    Vendas de imóveis despencam até 40% na França

    Saiba mais

  • França/Imóveis

    Cai o interesse de milionários por imóveis de luxo em Paris

    Saiba mais

  • Crise aumenta oferta de imóveis novos na França, mas preços não caem

    Saiba mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
Programas
 
O tempo de conexão expirou.