Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 15/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 15/06 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 15/06 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 15/06 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 15/06 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 15/06 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 14/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 14/06 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Economia

Ministros do G20 aprovam plano contra evasão fiscal de multinacionais

media Ministros das Finanças do G20 aprovaram em Lima, o plano de luta contra a evasão fiscal proposto pela OCDE REUTERS/Mariana Bazo

Os ministros das Finanças do G20 - grupo que reúne as 20 maiores economias do planeta, aprovaram nesta sexta-feira (9), em Lima, o plano internacional de luta contra a evasão fiscal de empresas multinacionais. O anúncio foi feito pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) através de um comunicado.

O documento, que deve ainda ser aprovado em novembro pelos chefes de Estado e de governo, visa inibir as técnicas de otimização fiscal que contornam as leis e deixam vários governos sem poder arrecadar impostos. As manobras impediriam uma arrecadação anual de US$ 240 bilhões para os governos, estima a organização.

"É um momento histórico", comemorou o vice-primeiro ministro turco Cevdet Yilmaz, também responsável pela pasta da Economia do país, em uma entrevista coletiva em Lima.

Elaborado pela comunidade internacional durante três anos, esse plano de ação deve dificultar a tarefa de grandes empresas que "ocultam" ou transferem seus lucros para territórios e paraísos fiscais onde não existem atividades econômicas, explicou a OCDE, que supervisionou a criação do novo mecanismo.

Esse dispositivo visa completar um arsenal já existente de medidas e trocas de informações automáticas de dados bancários entre a comunidade internacional para lutar contra a evasão fiscal de pessoas físicas.

"Nós devemos ter garantias de construir sistemas fiscais mais justos e eficientes para aplicar novas regras, para que a cobrança de impostos não pesem sobre os investimentos diretos internacional e o crescimento mundial", declarou na mesma entrevista o secretário do Tesouro americano, Jack Lew.

A adoção do plano foi feita às margens das assembleias anuais do Banco Mundial e do FMI que reúnem líderes econômicos de 188 países. Eles discutem medidas para reativar a economia mundial e o financiamento de ações para atenuar as mudanças climáticas.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.