Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 17/09 15h27 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 17/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 17/09 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 17/09 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 17/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 16/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 16/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 16/09 15h00 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Economia

Grécia recebe sinal verde de credores para receber nova parcela de ajuda

media Paul Thompson, do FMI (à dir.) e o ministro das Finanças da Grécia, Yannis Stournaras, durante entrevista coletiva em Atenas, em 15 de abril de 2013. REUTERS/John Kolesidis

A Grécia fechou nesta segunda-feira um acordo com a troica de credores internacionais, formada pelo FMI, a União Europeia e o Banco Central Europeu, para receber uma nova parcela de ajuda financeira no valor de 7 bilhões e 200 milhões de reais, o equivalente a 2,8 bilhões de euros. O anúncio foi feito pelo ministro grego de Finanças, Yannis Stournaras.  

Atenas aguardava esse repasse desde dezembro, mas só agora a missão de técnicos da troica deu o sinal verde. O representante do FMI, Poul Thomsen, declarou que a Grécia tem conseguido sanear as contas públicas de maneira constante, mantendo sob controle as metas orçamentárias.

Em comunicado, o órgão que controla os avanços do programa de austeridade afirma que a Grécia realizou avanços importantes na coleta e recebimento de dívidas devidas ao estado. 

Atenas ainda espera receber mais 8,8 bilhões de euros do empréstimo acertado para o primeiro trimestre 2013, mas sobre essa soma o FMI e a zona do euro só darão uma resposta provavelmente em maio.

Nesta segunda-feira, a troica internacional chega a Portugal para avaliar as contas de Lisboa, depois da decisão do Conselho Constitucional de invalidar várias medidas do plano de austeridade que iriam gerar 3 bilhões de reais de economias aos cofres públicos este ano.

 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.