Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/07 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 21/07 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 21/07 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 21/07 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 21/07 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 20/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 20/07 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Economia

Facebook anuncia ter 1 bilhão de usuários

media Mark Zuckerberg, criador do Facebook, disse que "o maior orgulho" da sua vida é ajudar as pessoas a se conectarem. REUTERS/Maxim Shemetov/files

O Facebook anunciou nesta quinta-feira que atingiu no mês passado a marca de 1 bilhão de usuários mensais ativos e que o Brasil é segundo país com mais membros no site de rede social, com 58 milhões de usuários. Se fosse um país, o Facebook seria o terceiro mais populoso do mundo.

“Nesta manhã, há mais de 1 bilhão de pessoas usando Facebook a cada dia”, anunciou o diretor-presidente do site, Mark Zuckerberg, em uma mensagem. Destes, 600 milhões são usuários em aparelhos móveis. “Ajudar um bilhão de pessoas a se conectar é inacreditável. É de longe a coisa que mais me orgulha na minha vida.”

A contagem de um bilhão de usuários representa um avanço em relação ao final de junho, quando a empresa tinha 955 milhões de usuários mensais ativos. Segundo o site, a idade média dos usuários do Facebook é de 22 anos, e os cinco países com mais usuários são Brasil, Índia, Indonésia, México e Estados Unidos.

Os novos dados foram divulgados um dia depois que a empresa anunciar que permitiria que seus usuários norte-americanos pagassem uma taxa para melhorar a visibilidade de suas atualizações - o mais recente esforço do Facebook para encontrar outras fontes de receita além da publicidade.

A publicidade respondeu por 84% do faturamento total do grupo no segundo trimestre. Com a desaceleração acentuada no crescimento da receita do Facebook nos últimos trimestres, os analistas do mercado financeiro afirmam que a companhia precisará de novas maneiras de ganhar dinheiro, se não quiser registrar perdas ainda maiores na bolsa de valores de Nova York.

A rede social abriu o capital em maio, sob alta expectativa, mas poucos dias depois as ações começaram a perder valor. Hoje, ao meio-dia (horário de Brasília), as ações do Facebook apresentavam queda de 0,46%, cotadas a 21,74 dólares. Elas chegaram ao mercado ao preço de 38 dólares.

O rede social também divulgou que acumulou 1,13 trilhão de cliques no botão "curtir" desde que lançou esse recurso, em fevereiro de 2009. Muitas das campanhas publicitárias que as empresas realizam conduzem no Facebook são criadas para levar os usuários a apertar o botão.

O Twitter, principal concorrente do Facebook, tinha 500 milhões de usuários em junho.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.