Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 19/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 19/06 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 19/06 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 19/06 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 19/06 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 19/06 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 18/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 18/06 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Cultura

Homem esquece obra de Picasso avaliada em € 10 mil dentro de trem na Alemanha

media Homem esqueceu obra dentro de um trem na Alemanha (Foto ilustrativa da Gare du Nord, em Paris) REUTERS

Um homem esqueceu um vaso de Pablo Picasso dentro de um trem na Alemanha, segundo informações da rádio Deutsche Welle. A obra, feita de cerâmica, faz parte da série “Corujas” do pintor espanhol e seu valor é estimado em pelo menos € 10 mil, de acordo com seu proprietário. A polícia alemã está atualmente à procura do objeto perdido.

O homem de 76 anos estava viajando no dia 15 de fevereiro em um trem de Kassel com direção a Düsseldorf. Durante uma mudança de locomotiva, na cidade de Hamm, ele acabou esquecendo a obra, que mede 26 centímetros, criada por Picasso em 1953 em seu ateliê de Madoura, em Vallauris, na França.

Ao se dar conta do ocorrido, o senhor de idade preveniu logo as autoridades locais, mas já era tarde demais: o precioso artefato já havia desaparecido. A polícia federal de Münster lançou um apelo para que possíveis testemunhas contribuam com as investigações.

Veja abaixo foto da obra no tuite da polícia alemã:

Coleção cobiçada

Em 2016, uma jarra da mesma coleção “Corujas” foi roubada de uma galeria de arte de Manhattan, nos Estados Unidos. A obra, de US$ 30 mil, teria sido concebida por Picasso em 1955. O modelo é quase idêntico ao que desapareceu na Alemanha.

As corujas, assim como diversos outros pássaros, eram uma verdadeira paixão para Picasso, como provam suas obras. Durante o verão de 1946, o artista conheceu Georges e Suzanne Ramié, proprietários do ateliê Madoura, onde ele se instalaria de 1948 a 1955 para criar vasos, pratos, jarras, potes e azulejos.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.