Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 25/03 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 25/03 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 25/03 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 25/03 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 25/03 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 25/03 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 24/03 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 24/03 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.

Pianista brasileiro investe no Tango para seu primeiro concerto parisiense

Por
Pianista brasileiro investe no Tango para seu primeiro concerto parisiense
 
O pianista cuibano Pedro Henrique Calhao. Arquivo Pessoal

O pianista brasileiro Pedro Henrique Calhao se apresentou pela primeira vez em Paris. Contrariando as expectativas do público parisiense, o cuiabano tentou conquistar os franceses ao ritmo de Tango.

Calhao se apresentou nesta quinta-feira (3) na casa noturna L’Age d’or. O público, formado por franceses e brasileiros, pôde conhecer o trabalho do músico, que vem construíndo uma carreira baseada principalmente em sonoridades portenhas.

“Eu comecei a estudar piano com o Tango, o que é muito incomum para um brasileiro”, explica o músico, que se especializou como intérprete do repertório do argentino Astor Piazzola, um dos mestres do ritmo. O pianista também faz parte do projeto Tangueiros in Concert, formação com a qual se apresenta no Brasil e no exterior, inclusive na Argentina.

Calhao conta que uma de suas experiências mais especiais foi justamente ao se apresentar para o público em Buenos Aires, algo que viveu como a realização de um sonho, apesar da suposta rivalidade entre brasileiros e argentinos. “Houve uma certa picuinha no início, pois eles achavam que eu fosse sentar e tocar música brasileira. Quando toquei música argentina e particularmente Tango, uns senhores ficaram de queixo caído”, comemorou.


Sobre o mesmo assunto

  • Brasil-Mundo

    Maestro carioca dirige orquestra para filmes de cinema mudo em Berlim

    Saiba mais

  • Linha Direta

    Morto há 80 anos, Carlos Gardel chegou a levar tiro de Roberto Guevara

    Saiba mais

  • RFI CONVIDA

    “Riqueza infinita”: apresentador Gilles Bourgarel promove música brasileira há 14 anos na Françar

    Saiba mais

  • Brasil / França / Música

    Orquestra jovem da Bahia encanta franceses nos Alpes

    Saiba mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
Programas
 
O tempo de conexão expirou.