Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 16/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 16/10 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 16/10 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 16/10 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 16/10 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 16/10 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 15/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 15/10 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Cultura

Depois de 35 anos de proibição, cinema volta às telas na Arábia Saudita

media Lupita Nyong'o na estreia de "Pantera Negra", em Londres (8/2/18). REUTERS/Peter Nicholls/Foto de arquivo

O filme escolhido para acabar com 35 anos de proscrição de cinema no reino ultraconservador da Arabia Saudita é o longa-metragem americano Pantera Negra. Uma sessão especial de teste acontece nesta quarta-feira (18), em Riade, para profissionais do setor e convidados.

A estreia oficial e abertura de salas ao público acontece no próximo mês. A rede americana AMC Entertainment obteve a primeira licença para explorar as salas. A projeção desta quarta-feira terá a presença de Adam Aron, diretor-geral da empresa,  

A AMC enfrentará a concorrência de pesos pesados do setor, como a VOX Cinemas, principal rede de cinemas do Oriente Médio, com sede em Dubai.

De acordo com a imprensa saudita, a empresa pretende abrir 40 cinemas em 15 cidades do país nos próximos cinco anos. As redes de cinema consideram que o reino saudita é o último mercado de massa ainda não explorado do Oriente Médio, com mais de 30 milhões de habitantes, a maioria de menos de 25 anos.

Reformas principescas

A abertura ao mercado de exibição de filmes faz parte de uma série de reformas iniciadas pelo príncipe herdeiro, Mohamed bin Salman, apesar da oposição dos meios religiosos conservadores.

As autoridades anunciaram inicialmente que a primeira sala de cinema seria aberta nesta quarta-feira, mas fontes próximas ao governo e a imprensa local afirmaram que será apenas uma exibição de teste no novo cinema do bairro financeiro de Riad e que as salas devem abrir ao público em maio.

"Será o primeiro de uma série de testes, com a participação de profissionais da indústria e que serão organizados como os últimos preparativos para a abertura do cinema ao público", afirmou o Centro de Comunicação Internacional do ministério da Informação.

Sucesso negro

"Pantera Negra", primeiro filme do universo Marvel com um super-herói negro, superou "Titanic" na bilheteria americana, após encerrar sua oitava semana em cartaz com quase US$ 666 milhões.

O filme é protagonizado por Chadwick Boseman, Michael B. Jordan e Lupita Nyong'o.

 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.