Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 25/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 25/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 25/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 25/09 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 25/09 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 25/09 09h30 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 24/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 24/09 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Cultura

Seu Jorge e Bixiga 70 encerram festival de jazz na França

media Show de Keziah Jones, no Jazz à Vienne (13/07/17). Foto: Patricia Moribe

A noite foi longa em Vienne, a 500km a sudeste de Paris, nesta quinta-feira (13), e atravessou a madrugada no encerramento da 37ª edição do Jazz à Vienne. Entre os artistas que se apresentaram na última noite no Teatro Antigo, construído no século I, estavam Seu Jorge e o Bixiga 70.

O programa também teve Amaury Faye Trio, Keziah Jones, Con Brio e Guillaume Peret.

Seu Jorge apresentou seu show em homenagem a David Bowie, retomando seu personagem Pelé dos Santos, do filme “Vida Marinha com Steve Zissou” (2004), de Wes Anderson. “Um dia, estava eu em casa, jogando Playstation. Adoro jogar Playstation”, conta Seu Jorge à plateia. “O telefone toca e toca. Era o Wes Anderson, me oferecendo um papel no filme. Ele que queria saber também se eu conhecia as canções de David Bowie e se eu poderia fazer adaptações delas. Confessei que só conhecia duas, ‘Let’s Dance’ e ‘This is not America’”, continua.

“Foi um presente poder entrar no mundo de Bowie, de poder homenageá-lo”, disse Seu Jorge com exclusividade à RFI Brasil. “O projeto começou pequeno, nos Estados Unidos, mas logo surgiram convites para tocar na Europa”, conta o artista, que leva paralelamente uma outra turnê internacional de divulgação de seu último álbum “Música para Churrasco II”.

"Primeiramente"

O som afro-beat do grupo paulistano Bixiga 70, permeado de influências de todos os cantos, contagiou o público no começo da madrugada. A banda não deixou de lado a postura política, mencionando à plateia o difícil momento político que vive o país. Não faltaram boné do MST, tentativa de puxar o cordão "Fora Temer" e, finalmente, uma grande faixa pedindo a saída do atual presidente.

O coletivo, formado em 2010 por dez músicos, lançou recentemente uma nova faixa, acompanhada de um vídeo, “Primeiramente”, com imagens de protestos históricos:

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.