Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 24/06 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 24/06 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 24/06 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 23/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 23/06 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 23/06 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 23/06 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 23/06 09h33 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Cultura

Filme iraniano sobre corrupção ganha prêmio “Un certain regard” em Cannes

media "Lerd" conta a história de Reza, que deixa a cidade com sua mulher para viver da pesca. Divulgação

O filme iraniano “Lerd” (Um homem íntegro), do diretor Mohammad Rasoulof, ganhou o prêmio principal da seleção Un certain regard no 70° Festival de Cinema de Cannes. O resultado foi divulgado neste sábado (27), um dia antes do anúncio da Palma de Ouro, prêmio máximo do evento.

Enviado especial a Cannes

“Lerd” conta a história de Reza, que decidiu se mudar com esposa e filho para uma zona rural e viver da pesca. Mas ele enfrenta o dilema de permanecer íntegro, apesar da corrupção que o cerca.

Mohammad Rasoulof estava em Cannes para apresentar seu filme este ano, ao contrário de 2011, quando ganhou o prêmio de melhor direção na mesma seleção com “Au revoir”, e que não pôde deixar seu país. Na época, o diretor estava em prisão domiciliar imposta pelo governo.

Três outros prêmios foram anunciados neste sábado. O filme do mexicano Michel Franco, “Las hijas de abril”, levou o prêmio do júri, e o americano Taylor Sheridan o de melhor diretor por "Wind river". A atriz Jasmine Trinca foi recompensada por sua interpretação em "Fortunata", do italiano Sergio Castellitto, e o prêmio “poesia do cinema” foi para o francês Mathieu Amalric pelo filme “Barbara”.

A seleção para o prêmio Un certain regard contava com 18 filmes vindos de 22 países diferentes. O júri foi presidido pela atriz americana Uma Thurman.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.