Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 14/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 14/11 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 14/11 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 14/11 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 14/11 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 14/11 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 13/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 13/11 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Cultura

Vogue britânica muda perfil de seus diretores ao nomear Edward Enninful

media Edward Enninful ao lado de Naomi Campbell após ter sido condecorado REUTERS/Philip Toscano

A edição britânica da revista de moda feminina Vogue, que completou cem anos em 2016, terá pela primeira vez um homem na sua direção. O ex-modelo britânico de origem ganesa Edward Enninful vai pilotar a publicação no lugar de Alexandra Shulman.

Nascido em Gana, Enninful chegou a Londres ainda criança e começou a trabalhar como modelo aos 16 anos, tornando-se, apenas dois anos depois, em 1991, editor de moda da revista i-D. Desde então, ele fez uma carreira de sucesso como jornalista, tendo trabalhado nas edições italiana e americana da Vogue e na W Magazine, que também pertence ao grupo Condé Nast, e onde ocupava o cargo de fashion and style-director.

Amigo íntimo da modelo Naomi Campbell, Enninful, de 45 anos, é um ferrenho defensor da visibilidade dos negros na moda. Em 2008, quando colaborava com a edição italiana da Vogue, ele foi um dos responsáveis pela edição especial “Black Issue” da revista. O projeto teve tanto sucesso que a editora foi obrigada a fazer uma segunda tiragem de 40 mil exemplares. Em 2016 ele foi condecorado pela princesa Anne por sua contribuição para a diversidade na indústria da moda. 

Apesar de ser um dos nomes mais conhecidos na moda anglo-saxã, a escolha do jornalista representa uma mensagem forte, pois ao assumir o cargo ele se torna o primeiro editor-chefe negro da revista, que teve Anna Wintour como chefe nos anos 1980. Militante, o jornalista produziu, em fevereiro deste ano, um vídeo de protesto contra o decreto anti-imigração de Donald Trump. Batizado “I am an Immigrant”, o clip, que conta com a participação da modelo brasileira Adriana Lima, viralizou.

Enninful substituirá Alexandra Shulman, que deixará o posto em 1º de agosto após mais de 25 anos à frente da revista.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.