Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 23/10 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 23/10 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 23/10 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/10 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 22/10 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/10 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 22/10 09h36 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.

“Redigir em português me faz escrever coisas bem diferentes”, diz italiano

“Redigir em português me faz escrever coisas bem diferentes”, diz italiano
 
O italiano Roberto Parmeggiani escreve literatura infanto-juvenil em português. Adriana Brandão/RFI

Roberto Parmeggiani é um escritor italiano que descobriu no português uma nova forma de se expressar. Autor de três obras infanto-juvenis escritas diretamente na língua de Monteiro Lobato, ele foi convidado pelo Salão do Livro de Paris a participar do stand brasileiro do evento. O autor também faz parte do festival Printemps Littéraire Brésilien.

Em português fluente, Parmeggiani conta que o contato com a língua foi em Bolonha, durante a feira de literatura infanto-juvenil que acontece na cidade. Uma editora brasileira gostou do seu texto e daí nasceu “A Lição das Árvores”, de 2013, citado pela revista Crescer como um dos 30 melhores livros infantis daquele ano.

“Pensar, imaginar e criar em outro idioma me faz escrever coisas bem diferentes”, conta o italiano, que viveu dois anos no Brasil, onde já publicou outras duas obras: “A Avó Adormecida” (2014) e “O Mundo de Arturo” (2016).

“Meus livros infantis nascem da minha relação com as crianças e o mundo. Gosto de ver, escutar, observar o que acontece, e ali pegar a inspiração para transformar em texto, que seja útil para que as crianças possam ler o mundo no qual elas estão”, explica.

Junto com outros 35 escritores ele participou do Printemps Littéraire Brésilien (Primavera Literária Brasileira), evento que promoveu a literatura brasileira em abril na França, Bélgica, Portugal e Catalunha (Espanha). Parmeggiani também escreveu nas duas antologias lançadas pelo festival: “Olhar Paris”, de 2016, e “Escrever Berlim”, de 2017.

Mas o autor garante que não vai abandonar o italiano como instrumento de trabalho: “Sou italiano, moro na Itália, vou continuar a escrever nas duas línguas”.

Para escutar a entrevista completa, clique em na foto de Roberto Parmeggiani.
 


Sobre o mesmo assunto

  • RFI CONVIDA

    "Primavera literária brasileira" promove escritores contemporâneos na Europa

    Saiba mais

  • RFI CONVIDA

    Muito antes de Woody Allen, escritor brasileiro voltou no tempo em Paris

    Saiba mais

  • Literatura

    Vozes femininas do Brasil se destacam no Salão do Livro de Paris

    Saiba mais

  • Clássicos brasileiros são lançados no Salão do Livro de Paris

    Saiba mais

  • Brasil mantém forte presença no Salão do Livro de Paris

    Saiba mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
Programas
 
O tempo de conexão expirou.