Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 12/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 12/11 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 12/11 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 12/11 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 12/11 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 12/11 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 11/11 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 11/11 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.

Audiovisual ajuda a divulgar artistas da música clássica, diz John Blanch

Audiovisual ajuda a divulgar artistas da música clássica, diz John Blanch
 
O músico e produtor, John Blanch. Foto: RFI

John Blanch desembarcou na capital francesa em 2010 após passar por um difícil concurso no prestigioso Conservatório de Paris. A carreira de pianista evoluiu para um outro caminho sempre ligado à música clássica: o da direção e gravação de concertos por toda a Europa.

Aos seis anos ele já tocava piano e violino e cresceu com a ambição de conquistar um espaço em um dos conservatórios de grande prestígio na Europa. “Este sempre foi um dos sonhos que tive como criança. Sempre vemos os grandes artistas, os que nos inspiram e muitos deles passam pelo Conservatório de Paris”.

Durante um mês, passou pelo rigoroso exame de entrada na instituição com provas de francês, teoria musical, harmonia, e a série de provas eliminatórias de piano. “Foi uma pressão muito grande, mas deu tudo certo”, relembrou na entrevista à Rádio França Internacional.

Experiências relatadas no Youtube

Depois de quatro anos no Conservatório de Paris, John Blanch decidiu ampliar suas perspectivas profissionais e a carreira seguiu o rumo ligado à produção audiovisual da música. Ele começou com “Diário de um pianista”, no canal do Youtube, com uma série de episódios que relatavam suas experiências como músico fazendo turnês pela Europa.

“A ideia era de aproximação. Sempre senti uma distância entre o músico que está no palco e seu público. Queria que a relação fosse mais intensa. A ideia era de trazer, através dos vídeos, toda a parte do backstage, de preparação. Em todas as turnês que eu fazia, no Marrocos até a Suíça, eu levava a câmera e mostrava como eram as coisas fora dos palcos”, explicou.

A iniciativa fez sucesso e obteve mais de 300 mil visualizações, entre elas a do diretor de um canal de tevê que propôs ao músico registrar os bastidores de um concurso de Tchaikovsky, na Rússia. John Blanch, que iria prestar o teste como pianista, entrevistou os artistas e registrou em vídeo os bastidores do concurso. “Foi o primeiro momento em que esse hobby se transformou em trabalho”, lembra.

Experiência como músico ajudou na nova carreira

O concurso foi o ponto de partida para investir na criação de uma produtora de vídeos focada na produção de audiovisual sobre o universo europeu da música clássica. A vivência como músico ajudou a se adaptar à nova carreira e estabelecer uma rede de contatos no meio artístico.

Atualmente, John Blanch, 24 anos, é procurado por festivais e artistas e orquestras para gravar apresentações, ensaios e documentários. “É um prazer poder dividir e gravar esses momentos especiais de grandes artistas”, comenta.

A expansão da comunicação com as novas mídias e redes sociais gerou a necessidade de integrar a informação visual na divulgação do trabalho de muitos artistas, segundo Blanch. “Estamos sempre em busca de fazer algo diferente, buscando a identidade artística de cada músico, e a parte audiovisual pode alimentar a parte da interpretação do artista. É um casamento que é extremamente importante”, afirma.


Sobre o mesmo assunto

  • RFI CONVIDA

    Rodrigo Amarante, músico: "Não me interessa abraçar nenhum rótulo"

    Saiba mais

  • RFI CONVIDA

    Pierre Aderne, músico: "A ideia é levar a sala de casa para o mundo"

    Saiba mais

  • RFI CONVIDA

    “É difícil não ter sido influenciado por Pierre Boulez”, diz musicólogo Guilherme Carvalho

    Saiba mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
Programas
 
O tempo de conexão expirou.