Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 18/08 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 18/08 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 18/08 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 17/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 17/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 17/08 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 17/08 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 17/08 09h33 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.

Rodrigo Santoro conta à RFI como foi viver Jesus no remake de Ben-Hur

Rodrigo Santoro conta à RFI como foi viver Jesus no remake de Ben-Hur
 
Rondrigo Santoro interpreta Jesus no remake de Ben-Hur @sharebenhur.com/images

O clássico Ben-Hur estreou nos cinemas do mundo esta semana com o ator brasileiro Rodrigo Santoro no elenco. Em entrevista à RFI Brasil na Cidade do México ele conta como foi interpretar o papel de Jesus na trama.

O filme conta uma história clássica, escrita em 1880 pelo americano Lew Wallace, com enredo milenar. Na trama, Ben-Hur, um nobre muito respeitado em Jerusalém, é traído e perseguido pelo irmão adotivo Messala, que manda escravizá-lo. Ben-Hur sobrevive à tortura e busca vingança.

A ficção, que se encontra com a história de Jesus Cristo nos últimos dias de vida, já teve várias adaptações para o cinema e foi desenho animado, série de televisão e filme mudo. A versão mais famosa é a de 1959, uma mega-produção, dirigida por William Wyler, que ganhou 11 estatuetas do Oscar, um recorde que ainda se mantém. Titanic e O Senhor dos Anéis - O retorno do Rei, quase quatro décadas depois conseguiram apenas empatar - e lideram juntos com Ben-Hur o título de filmes mais premiados pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood.

No novo filme, que acaba de estrear mundialmente, o ator brasileiro Rodrigo Santoro interpreta o papel de Jesus Cristo. E, nas últimas semanas, ele está rodando o mundo para divulgar a superprodução, que teve um orçamento de US$ 100 milhões e foi filmada no consagrado estúdio Cinecittà, em Roma, mesmo local que foi feita a versão da década de 1950.

"A preparação foi um trabalho muito diferente de todos os outros processos que eu já vivi. A experiência foi diferente até por se tratar de um personagem tão simbólico que eu mesmo tinha uma relação com a imagem”, contou Santoro à RFI. “Mas me preparei bastante fisicamente, também pratiquei ioga e meditação, coisas que eu já faço mas não sempre. Parti para uma prática mais rigorosa."

De acordo com o ator, desde o princípio a intensão era mostrar Jesus mais como um homem comum, não como um mito. "O diretor me falou que a ideia dele era construir a figura de Jesus de uma forma bastante humanizada, bastante acessível, tentar trazer para perto do espectador. A ideia era humanizar o máximo possível a personagem".

Morgan Freeman e Jack Huston fazem parte do elenco

No elenco estão também o veterano Morgan Freeman, que interpreta o mentor Sheik Ilderim, Jack Huston, como protagonista e Toby Kebbell, no papel do traidor. A direção é do cineasta do Cazaquistão Timur Bekmambetov, conhecido em Hollywood por dirigir Abraham Lincoln: Caçador de Vampiros - que ele co-produziu junto com Tim Burton.

Para Morgan Freeman, Ben-Hur trata de temas que interessam até hoje. "Essa é uma história empolgante. Deve ser contada muitas vezes. Mostra a habilidade em perdoar, o que acho que é muito relevante para os dias em que vivemos. Para mim é uma grande trama sobre perdão."

Jack Houston também faz o paralelo da trama com a atualidade. "Pra mim foi uma honra interpretar esse personagem, dessa história que foi escrita há 136 e que a gente ainda procura formas de contá-la. Se passa há 2000 anos e notamos que muita coisa continua igual: o mundo ainda está repleto de medo, ódio, animosidades, na política, na religião", disse o ator que faz o papel principal, o mesmo imortalizado por Charlton Heston na versão hollywoodiana de 1959.

Brasileiro é um dos poucos com carreira em Hollywood

Há quase 15 anos Rodrigo Santoro se dedica à carreira internacional. Se arriscou na via-crúcis da terra do cinema e hoje é o ator brasileiro que mais atua em produções de Hollywood. A primeira participação dele em um filme norte-americano foi em 2003, com uma ponta em As Panteras Detonando. Em 2006, foi destaque no seriado Lost e no filme 300. E agora já contabiliza mais de uma dezena de papéis internacionais no currículo. Em outubro, poderá ser visto no canal americano HBO, no novo seriado Westworld, no qual contracena com Anthony Hopkins.

No entanto, para o ator, interpretar Jesus Cristo, em Ben-hur, foi especial. "O aprendizado foi muito maior que a responsabilidade”, comenta Santoro, que chegou a se questionar se faria um papel que foi encenado tantas vezes. “Mas dentro de mim eu tinha uma sensação de que queria passar por essa experiência. Graças a Deus, pois foi absolutamente inesquecível."
  


Sobre o mesmo assunto

  • Cannes/Brasil

    "Todos os Mortos" reaviva o cinema brasileiro em Cannes

    Saiba mais

  • Festival/Toulouse

    Festival francês prestigia cinema latino e brasileiro

    Saiba mais

  • França/Cinema

    Brasil será o convidado de honra do Festival de Cinema de Cannes 2012

    Saiba mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
Programas
 
O tempo de conexão expirou.