Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 22/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/09 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 22/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 22/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/09 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Cultura

Sara Montiel, estrela do cinema espanhol, morre em Madri

media Sara Montiel en novembre 1998. DOMINIQUE FAGET / AFP

Símbolo do cinema dos anos 1950, a atriz espanhola Sara Montiel morreu em Madri nesta segunda-feira (8), aos 85 anos. Dona de uma beleza emblemática, ela é considerada uma das atrizes espanholas mais conhecidas mundialmente.

*Colaboração de Mariana Muniz para a RFI.

Além de hipnotizar as telas do cinema hollywoodiano com sua atuação marcante, Montiel também usava sua voz para encantar. Sensual e voluptuosa, Sara Montiel foi alçada à fama com o filme Veracruz, clássico do cinema western de 1954, em que atuou ao lado de Gary Cooper e Burt Lancaster. Seu maior sucesso foi "El último cuplé", de 1957.

Nascida na província de Cidade Real, no sul da Espanha, María Antonia Abad Fernández -- como se chamava na realidade -- participou de 48 produções cinematográficas até 1974, quando abandonou a sétima arte para dedicar-se totalmente à música.

Cantando, Montiel eternizou canções que passaram para a história do cancioneiro espanhol, como o tango "Fumando espero", em que evocava um de seus grandes vícios, fumar charutos cubanos. Sua voz também deu vida a interpretações emblemáticas de "Besame mucho" e "Quizás, quizás, quizás". A música, aliás, aparece na trilha sonora do filme de Almodóvar, "Má Educação". O cineasta espanhol sempre se disse grande admirador de Sara Montiel.

 Em 1979, ela se casou com o terceiro marido, o empresário Pepe Tous, com quem adotou os dois filhos, Thais e Zeus. A diva, que arrebatou o coração de personagens como o escritor Ernest Hemingway, disse que Tous, morto em 1992, foi seu grande amor.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.