Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 23/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 23/10 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 23/10 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 23/10 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 23/10 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 23/10 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/10 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Ciências

Três novos astronautas chegam à Estação Espacial Internacional

media Os três astronautas chegaram à Estação Espacial Internacional Reuters

A nave espacial russa Soyuz chegou à Estação Espacial Internacional no sábado (19), com um astronauta francês, um russo e uma americana, para uma missão de quatro meses. "Acoplagem confirmada", declarou a Nasa quando a nave chegou na ISS às 21h58 (19h58 de Brasília), segundo imagens transmitidas ao vivo para a televisão.

O cosmonauta russo Oleg Novitsky, a astronauta americana Peggy Whitson e o francês Thomas Pesquet decolaram no dia 17 da base de Baikonur, no Cazaquistão.

Após a separação da cápsula MS-03 do terceiro andar da nave lendária para entrar em órbita 200 km acima da Terra, quase nove minutos após a decolagem, a tripulação permaneceu mais de 48 horas neste minúsculo módulo de apenas 2,5 metros de comprimento.

Para a acoplagem, ela se colocou na mesma altura da ISS, que gira a 28 mil km/h até 400 km acima da Terra.

Impacto da microgravidade

Em seis meses, o francês Thomas Pesquet realizará 62 experiências para a Agência Espacial Europeia (ESA) e o Centro Nacional de Estudos Espaciais (CNES) da França. Isso sem contar as 55 experiências que realizará em cooperação com as agências espaciais americana, canadense e japonesa.

O francês estudará o impacto da microgravidade nos músculos e testará tecnologias capazes de revolucionar o sistema de purificação da água.

Seus colegas não ficarão para trás. Whitson fará, por exemplo, experimentos sobre o impacto da luz no ciclo do sono, enquanto Novitsky realizará mais de 50 experiências científicas para a agência espacial russa Roskosmos.

O retorno dos três astronautas à Terra está previsto para 15 de maio de 2017.

10° francês a viajar ao espaço

A bordo da imensa nave de 400 toneladas, os três deveriam ser recebidos pela astronauta americana Shane Kimbrough e os cosmonautas russos Serguei Ryjikov e Andrei Borissenko, que estão na ISS desde 19 de outubro.

O comandante da Soyuz, o russo Oleg Novitsky, de 45 anos, tem grande experiência no espaço. O ex-piloto da Força Aérea russa que acaba de ser pai permaneceu cinco meses na ISS em 2012 e 2013.

A americana Peggy Whitson, de 56 anos, é uma das astronautas mais experientes da Nasa. Ela é a mulher que passou mais tempo no espaço - 376 dias no total -, e já fez seis saídas espaciais, com duração total de 39 horas.

Além disso, já passou dois períodos na ISS. Seu primeiro voo aconteceu em 2002, quando a estação espacial estava sendo montada.

O francês Thomas Pesquet, ex-piloto de aviões comerciais, é o novato da equipe, aos 38 anos. Ele é o 10º francês a viajar ao espaço, o primeiro desde 2008.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.