Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 21/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 21/09 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 21/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 21/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 20/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 20/09 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Ciências

Fundador da Amazon divulga novo foguete para turismo espacial

media A Blue Origin divulgou detalhes do foguete New Glenn, com um gráfico comparativo com outras naves orbitais. blueorigin.com

A sociedade aeroespacial Blue Origin prevê a construção de um foguete de grande potência, quase tão grande quanto o Saturno V, do programa Apollo de conquista da lua, anunciou nesta segunda-feira (12) o milionário americano Jeff Bezos, dono e fundador da empresa. Ele também é proprietário da Amazon e do jornal The Washington Post.

O foguete New Glenn - em homenagem a John Glenn, primeiro americano a orbitar a Terra – será composto de dois ou três partes, com sete metros de diâmetro e sete motores usando gás natural e oxigênio líquido. O primeiro andar será reutilizável.

O New Glenn vai transportar satélites e humanos, fazendo assim concorrência às empresas americanas SpaceX e Boeing, que estão desenvolvendo projetos similares, ou ainda a francesa ArianeSpace, para a colocação de satélites em órbita.

Por enquanto, a Blue Origin lançou o New Shepard, um foguete bem mais modesto, com 20m de altura. A nave alcança apenas a fronteira do espaço, com voos suborbitais inferiores a 100km de altitude.

Voos de turismo devem acontecer até o final da década

Em um blog no site do Washington Post, Bezos afirma que o New Glenn estará apto a voar até o final da década. “Nossa visão de futuro é de milhões de pessoas vivendo e trabalhando no espaço, e por isso o New Glenn é uma etapa muito importante”, declarou.

A Blue Origin, que pretende igualmente desenvolver o turismo orbital, vai fazer um teste de voo suborbital no próximo mês, segundo o blog, coincidindo com o teste de outro concorrente, o Virgin Galactic do milionário britânico Richard Branson.

O dono da marca Virgin retomou na semana passada os testes de voos, com a nova nave SpaceShipTwo, cujo objetivo é levar passageiros pagantes à fronteira do espaço. Em novembro de 2014, um acidente com um protótipo matou o piloto.

O anúncio da Blue Origin é feito menos de duas semanas após a explosão ainda sem explicação do propulsor Falcon 9, da SpaceX, do milionário Elon Musk, na sua base de lançamento na Florida, durante teste de motores, o segundo acidente em quinze meses.

A SpaceX pretende uma forte redução dos custos de acesso ao espaço. Os rápidos avanços da empresa mexeram com o setor, mas o próximo teste do propulsor Falcon Feavy ainda deve demorar meses.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.