Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/10 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 22/10 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/10 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 22/10 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 22/10 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/10 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.

Regimes para emagrecer podem trazer sérios riscos à saúde, revela estudo

Regimes para emagrecer podem trazer sérios riscos à saúde, revela estudo
 
Flickr/ CARLOSWEICK/ RFI

Os regimes para emagrecimento sem acompanhamento médico e de especialistas em nutrição podem trazer riscos graves para a saúde e também transtornos comportamentais.

Essas são algumas das conclusões de um estudo realizado recentemente na França pela Agência Nacional de segurança sanitária da alimentação, do meio ambiente do trabalho (ANSES, na sigla, em francês).
A pedido do ministério francês da Saúde, um grupo de 40 especialistas do comitê de nutrição da ANSES estudou durante um ano e meio 15 regimes para emagrecer que são de fácil acesso para a população, como os propostos por livros e vendidos em farmácias ou livremente na internet.
Entre os regimes analisados estão o regime do Dr. Atkins, o regime californianao do Dr. Guttersen, o regime do Dr. Cohen, da Sopa de repolho, entre outros bastante difundidos mundialmente.
As conclusões deixam claro que a simples escolha dos regimes, sem a consulta de especialistas, podem ter efeitos nefastos para o organismo e até para a auto estima pessoal.
O estudo foi feito dentro de um plano global do governo para melhor educar a população sobre a questão da alimentação e também para combater o fenômeno do peso acima do recomendável que atinge 32% dos franceses e a obesidade, doença já identificada em 15% da população do país.

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
Programas
 
O tempo de conexão expirou.