Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 21/08 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 21/08 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 21/08 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 21/08 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 20/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 20/08 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.

“Eu sou uma mistura, então minha música é mestiça”, diz violonista pernambucana Fernanda Primo

“Eu sou uma mistura, então minha música é mestiça”, diz violonista pernambucana Fernanda Primo
 
A violonista pernambucana Fernanda Primo. Foto: Divulgação/Diana Gandra

A violonista Fernanda Primo é radicada em Paris desde 2005, mas mantém seus laços com o Brasil. Seu primeiro álbum, “Opará”, traz nove faixas com ritmos de seu Estado natal, mesclando o clássico aos carnavais pernambucanos.

O violão é uma história de família na vida de Fernanda Primo. Com o pai, também violonista, a pernambucana acredita que se habituou a ouvir o instrumento desde que estava na barriga da mãe. Na infância, tocar violão era a sua principal brincadeira.

“A minha experiência foi assim: o violão estava sempre em todo lugar”, relembra. Esse é, aliás, o principal conselho de Fernanda Primo a seus alunos na França, deixar o instrumento sempre à mostra. “Ninguém vai tocar um violão que está guardado”, observa.

A professora de violão também é uma exímia estudiosa. Aos 13 anos, iniciou seus estudos no Conservatório Pernambucano de Música. Mais tarde, na Universidade Federal de Pernambuco, obteve a Licenciatura em Música. Na França, deu sequência à sua formação nos conservatórios de Hay-les-Roses e de Aulnay-sous-Bois.

Pouco tempo depois, ao terminar um curso de aperfeiçoamento em violão clássico, decidiu colocar em prática o projeto de seu primeiro álbum. “Opará” nasceu no início deste ano, com composições próprias de Fernanda Primo.

Concretizando esse trabalho, a pernambucana se deu conta de que sua música “é uma mistura”. “Eu não sou clássica. Quando as pessoas me pedem para classificar minha música, eu tenho dificuldade de defini-la porque é uma música mestiça, que mistura todas as minhas experiências”, afirma.

Fernanda Primo tem shows agendados nos meses de julho, agosto e setembro em Recife (PE) e no segundo semestre de 2019 na França. O álbum "Opará" pode ser ouvido no iTunes, Spotify, Deezer e YouTube.

 


Sobre o mesmo assunto

  • Brasil-Mundo

    Músico expande as fronteiras do violão brasileiro na Alemanha

    Saiba mais

  • RFI CONVIDA

    Guinga estreia em Paris com disco "Passos e Assovio"

    Saiba mais

  • Brasil-Mundo

    Zé Galia conta a história da música brasileira em shows pela Europa

    Saiba mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
Programas
 
O tempo de conexão expirou.