Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 20/11 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 20/11 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 20/11 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 20/11 08h57 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 20/11 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 20/11 08h30 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 18/11 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 18/11 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.

“É um momento de celebração de mulheres em Cannes”, diz a atriz Mariana Ximenes

“É um momento de celebração de mulheres em Cannes”, diz a atriz Mariana Ximenes
 
A atriz Mariana Ximenes @patricia Moribe

Mariana Ximenes está encantada com Cannes. “É muito bom ser mulher, estar aqui como atriz, que é o meu oficio, com um filme, celebrando este momento, esta união de mulheres”, diz a atriz brasileira, protagonista de O Grande Circo Místico, de Cacá Diegues, que teve sessão especial em Cannes.

A atriz paulistana participou no último sábado (12) do ato com 82 mulheres da indústria cinematográfica, que protestaram nas escadarias de Cannes contra o assédio e inequidade de oportunidades para mulheres. Fizeram parte da manifestação nomes como Cate Blanchett, Agnès Varda, Salma Hayek e tantas outras.

“Eu acredito muito no movimento, não de segregar, mas sim de agregar. Mas também que os homens possam refletir sobre o assunto e ter uma outra postura diante das mulheres”, explica Mariana. “O que tem acontecido hoje é a reflexão, a conscientização de que a gente precisa de sororidade, de igualdade”, completa.

“Sendo mulher é muito raro que a gente não tenha passado por alguma situação delicada”, diz Mariana. “Mas na época, a gente não realizava que era assédio. A gente se defendia, às vezes de uma forma não tão direta. Sim, isso aconteceu comigo, não foi uma experiência tão agressiva, mas hoje em dia a gente tomou consciência e, mais que isso, falamos abertamente sobre o assunto”, completa.

Trapézio nas alturas

Em O Grande Circo Místico, ela é Margarete, trapezista e excêntrica, que herda um circo que passa por cinco gerações de uma família. “É uma personagem muito forte, silenciosa, mas com uma tempestade dentro dela. Foi uma composição bem complexa, porque além da parte psicológica, é um personagem muito físico. Fiz quase quatro meses de trapézio para entender como é estar lá em cima, usar a força do corpo e ter a disciplina do atleta para compor Margarete”.

Mariana está atualmente de férias. Depois de rodar uma minissérie, ela foi passear na Ásia e fez agora uma escala em Cannes. “Mas quero voltar ao cinema o mais rápido possível”, avisa a atriz.


Sobre o mesmo assunto

  • RFI CONVIDA

    “O Cinema Novo praticamente nasceu em Cannes, em 1964”, conta Cacá Diegues

    Saiba mais

  • Brasileiras/Cannes

    Brasileiras participam de ato feminino em Cannes por mais igualdade entre gêneros

    Saiba mais

  • Cacá Diegues/Cannes

    Cacá Diegues apresenta seu Grande Circo Místico em Cannes

    Saiba mais

  • RFI CONVIDA

    “O Brasil parece dar as costas para a América Latina”, diz a cineasta Beatriz Seigner

    Saiba mais

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. ...
  5. seguinte >
  6. último >
Programas
 
O tempo de conexão expirou.