Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 19/11 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 19/11 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 19/11 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 19/11 08h57 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 19/11 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 19/11 08h30 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 17/11 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 17/11 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Brasil

Malas de dinheiro e novas denúncias contra o PT ganham destaque na França

media A PF encontrou um endereço em Salvador que seria, supostamente, utilizado por Geddel Vieira Lima como “bunker” para armazenagem de dinheiro em espécie. Foto: Polícia Federal/fotospúblicas.com

A imprensa francesa destaca nesta quarta-feira (6) três episódios ligados à corrupção no Brasil: a operação policial para recolher indícios de que o Brasil comprou votos para sediar os Jogos Olímpicos do Rio, em 2016; as malas de dinheiro encontradas em Salvador; e a nova denúncia de formação de quadrilha contra os ex-presidentes Lula e Dilma.

As malas de dinheiro contendo o equivalente a R$ 51 milhões de reais – uma parte em dólares – encontradas pela Polícia Federal (PF) em um endereço associado ao ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB), em Salvador, é a descoberta mais curiosa para a imprensa francesa.

O jornal conservador Le Figaro ressalta que os policiais precisaram de 14 horas para contar as cédulas, repartidas em R$ 42,6 milhões e US$ 2,6 milhões, distribuídas em mais de uma dezena de malas. O "bunker" do ex-ministro, como suspeita a polícia brasileira, era um apartamento praticamente vazio na capital baiana. O jornal espanhol El País acrescenta que a contagem demorou quase até a meia-noite desta terça-feira.

Le Figaro indica o nome da operação policial, "Tesouro Perdido", uma ramificação da investigação "Cui Bono" sobre um sistema de empréstimos fraudulentos da Caixa Econômica Federal, que teria beneficiado políticos, funcionários do alto escalão e empresários.

Sobre a denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal contra os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff por organização criminosa, o jornal Le Monde diz que eles são acusados de "formação de cartel", relacionado ao esquema de corrupção envolvendo os contratos da Petrobras. Le Monde recorda que Lula foi condenado em julho a nove anos e meio de prisão, recorreu da sentença, e pretende disputar um novo mandato em 2018.

A Rádio Europe 1, com grande audiência matinal na França, reproduz trechos da denúncia de Janot em que o procurador acusa Lula de ser "o grande idealizador da constituição da organização criminosa". Segundo a acusação, o Partido dos Trabalhadores (PT) recebeu propinas no valor de R$ 1,485 bilhão.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.