Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 10/12 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 10/12 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 10/12 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 10/12 08h57 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 10/12 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 10/12 08h30 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 08/12 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 08/12 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Brasil

Temer dá fora no G20 e diz que "quer fazer voltar o desemprego"

media Presidente Michel Temer durante a cúpula do G20, em Hamburgo, em 7 de julho de 2017 REUTERS/Wolfgang Rattay

Em um vídeo gravado no seu twitter pessoal, o presidente brasileiro Michel Temer se confundiu e cometeu uma gafe durante a cúpula do G20, em Hamburgo, na Alemanha, que termina neste sábado (8).

Depois de participar de uma das sessões plenárias do G20, Temer postou no seu twitter @michel temer um vídeo improvisado, sem edição ou tratamento de imagem, em que descreve o conteúdo da reunião, referindo-se à cúpula como "o encontro dos 20 países mais poderosos do mundo".

Em um ato falho, o presidente mencionou a volta do desemprego, ao invés da "volta" do emprego:  "Cada país fez um relato daquilo que está fazendo no seu país, como eu pude fazer um relato daquilo que nós estamos fazendo no Brasil. Gerando, exatamente, inflação baixa, reduzindo os juros, fazendo voltar o desemprego e combatendo a recessão".

Sem se dar conta da gafe, ele continuou e disse que há muito interesse dos participantes pelas questões do Brasil e que o Brasil também tem interesse por transações e negociações que possam ser feitas com outros países. Temer também citou a oportunidade que teve de se manifestar sobre o Acordo de Paris para o meio ambiente, que o Brasil apoia e transformou em lei, com o compromisso de até 2025 reduzir em 37 % o aquecimento global.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.