Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 23/10 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 23/10 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 23/10 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/10 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 22/10 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/10 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 22/10 09h36 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Brasil

Casal de brasileiros detido na Suíça com possível ligação com o narcotráfico

media Casal de brasileiros preso em Genebra, acusado de lavagem de dinheiro. Reuters

A polícia suíça anunciou nesta terça-feira (30) ter detido um casal de brasileiros acusado de lavar dezenas de milhões de dólares, aparentemente relacionados ao tráfico de cocaína.

Os brasileiros, cujas identidades não foram divulgadas, são suspeitos de ter transferido fundos ilegalmente durante anos, informou em um comunicado a polícia de Zurique. As somas em questão superam, segundo a mesma fonte, dezenas de milhões de dólares.

As detenções fazem parte de uma operação internacional que levou à prisão de mais três suspeitos em outros países, acrescentou a polícia sem dar mais detalhes.

O casal comandava uma agência de viagens em Zurique, que atraiu a atenção das autoridades suíças em uma grande operação antidrogas realizada na Alemanha, em 2010.

Um total de 1,3 tonelada de cocaína foi apreendida naquela operação.

Segundo a polícia, as transações financeiras vinculadas a este tráfico de drogas indicaram a presença de cúmplices na Suíça. O comunicado não informa a data das detenções, assinalando que a investigação continua aberta.

As autoridades confiscaram múltiplos bens imobiliários e congelaram várias contas bancárias, ainda de acordo com o comunicado.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.