Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 19/05 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 19/05 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 19/05 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 18/05 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 18/05 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 18/05 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 18/05 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 18/05 09h33 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Brasil

Impeachment sem crime de responsabilidade é golpe, diz Dilma

media Dilma Rousseff defendeu seu mandato durante discurso em Brasília nesta quarta-feira (30) Antonio Cruz/Agência Brasil

A presidente brasileira defendeu nesta quarta-feira (30) seu lugar como chefe de Estado. Dilma Rousseff declarou que mesmo se o impeachment está na Constituição, a medida só pode ser adotada se houver crimes de responsabilidade. Caso contrário, o procedimento deve ser, segundo ela, interpretado como um golpe.

O discurso em Brasília, que tinha como objetivo principal celebrar mais uma fase do programa Minha Casa Minha Vida, se transformou em palanque de defesa da presidente. Dilma disse que em um regime presidencialista, como é o caso no Brasil, o fato de não se gostar de um governo não é argumento para retirar um governante do poder.

Para ela, provocar a perda de um mandato presidencial só pode ser interpretado como golpe. “É absolutamente de má fé dizer que todo impeachment está correto. Exige que se caracterize crime de responsabilidade”, disse a chefe de Estado. “Impeachment sem crime de responsabilidade é o quê? É golpe”, ressaltou com veemência, um dia após seu governo ter sido abandonado pelo PMDB.

Durante o discurso, Dilma disse que lamenta que a crise política tenha criado um “clima de ódio e ressentimentos no Brasil”.

Governo enfrenta popularidade mais baixa dos últimos 25 anos

Uma pesquisa de opinião divulgada nesta quarta-feira pelo Ibope apontou que oito em cada dez brasileiros não confiam mais na presidente. Já seu governo atinge, segundo o mesmo estudo, apenas 10% de aprovação, um dos índices mais baixos dos últimos 25 anos.

Pouco antes do discurso, o jornal francês Le Monde, que vem cobrindo de maneira intensiva a crise política brasileira, publicou um editorial no qual contesta o argumento de que o país poderia enfrentar um "golpe". Mas o vespertino, na mesma linha do restante da imprensa francesa desta quarta-feira, que já conta com afastamento de Dilma, afirma que vai ser difícil para a presidente terminar seu mandato.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.