Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 20/09 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 20/09 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 20/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 19/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 19/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 19/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 19/09 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 19/09 09h36 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Brasil

Investidores estrangeiros ameaçam processar Petrobras na Europa

media Depois dos Estados Unidos, Petrobras é visada agora por investidores na Europa. REUTERS/Paulo Whitaker

Um grupo de investidores estrangeiros está se organizando para montar um ação coletiva em razão dos prejuízos ligados às fraudes na Petrobras. Eles alegam ter perdido milhões de dólares, euros e reais por causa das baixas dos ativos e das quedas vertiginosas das ações da gigante do petróleo no mercado financeiro.

Os investidores se uniram a escritórios de advocacia para criar a Stichting Petrobras Compensation Foundation. A entidade baseada na Holanda pede o reembolso das perdas provocadas pelas fraudes das ações e títulos da estatal negociados fora dos Estados Unidos, seja na Bovespa ou nas diferentes bolsas europeias. O grupo conta entre seus membros Benk Korthals, ex-secretário holandês da Justiça.

A entidade enviou uma carta para a Petrobras nesta quarta-feira (10), solicitando um acordo. Caso a estatal não responda o pedido ou não se mostre disposta a negociar, o grupo pretende entrar com um processo no tribunal federal de Roterdã.

A Petrobras tem operações significativas na Holanda e diversas entidades da estatal, supostamente envolvidas nos esquemas de suborno, também têm sede em Roterdã. "Os investidores europeus foram prejudicados como resultado da alegada atividade de fraude da Petrobras", ressaltou a nova entidade em um comunicado.

Essa não é a primeira vez que investidores estrangeiros se mobilizam após o escândalo de corrupção envolvendo a Petrobras. Um primeiro processo de investidores foi apresentado nos Estados Unidos este ano. 

(Com informações da AFP)

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.