Ouvir Baixar Podcast
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 10/12 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 10/12 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 10/12 14h00 GMT
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 10/12 08h57 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 10/12 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 10/12 08h30 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 09/12 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 09/12 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Brasil

Embraer anuncia venda de cinco aviões de combate para Gana

media Super Tucano da Força Aérea Brasileira. Wikipédia

A Embraer Defense and Security e o governo de Gana anunciaram nesta sexta-feira (19), em Paris, um contrato para a compra de cinco aviões de combate A29 Super Tucano da empresa brasileira. É o segundo contrato de A29 anunciado nesta semana em que acontece o Salão de Aeronáutica Le Bourget. Na última segunda feira, seis aeronaves foram negociadas com o governo do Mali.

Os Super Tucano serão empregados por Gana para o treinamento, a vigilância de fronteiras e as missões de segurança interior, informaram a empresa brasileira e Gana em um comunicado. O valor do contrato não foi revelado.

"Ficamos felizes em acolher as forças aéreas ganesas entre os operadores do Super Tucano (...), o que nos permite aumentar nossa presença na África", declarou o presidente da Embraer Defense and Security, Jackson Schneider.

190 Super Tucano pelo mundo

O A-29 Super Tucano é utilizado por dez países em três continentes, incluindo a Força Aérea norte-americana, que conta com os aviões brasileiros em seu programa Light Air Support. Com dez anos de operação, o Super Tucano conta com 230 mil horas de voo e 30 mil de combate. A Embraer recebeu cerca de 210 encomendas do modelo, tendo entregue 190 aeronaves até agora.

O Salão Internacional da Aeronáutica de Le Bourget, na periferia de Paris, abriu as portas nesta segunda-feira (15) para os profissionais, com um recorde de participantes vindos de 47 países e muito otimismo. As principais construtoras estimam uma demanda ao redor de 35 mil aeronaves para os próximos 20 anos, impulsionada principalmente pelos países emergentes. A partir desta sexta (19) até domingo, as portas do evento se abrem para o grande público.

 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.