Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 18/08 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 18/08 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 18/08 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 17/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 17/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 17/08 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 17/08 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 17/08 09h33 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Brasil

Joaquim Levy participa de reunião dos ministros das Finanças do G20 nos EUA

media O ministro brasileiro da Fazenda, Joaquim Levy. Reuters

Os ministros das Finanças do G20 se reúnem nesta sexta-feira (17) em Washington, à margem das assembleias de primavera do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial. O principal assunto em discussão será a volatilidade das moedas. O ministro brasileiro da Fazenda, Joaquim Levy, participa do encontro.

Uma reunião conjunta do FMI e do G20 em Washington, marca hoje o início de uma intensa maratona de compromissos dos ministros de Finanças das economias mais importantes do planeta. Além da volatilidade das moedas, o plano de reformas da Grécia e até a crise provocada pelo Ebola em países africanos também estarão na agenda de discussões.

O ministro brasileiro da Fazenda, Joaquim Levy, participa deste encontro e, na sequência, vai falar das oportunidades de investimentos em infraestrutura no Brasil na Universidade George Washington. No início da tarde, Levy comparecerá a uma conferência no Banco Mundial sobre financiamento de uma economia sustentável em relação ao clima.

Ontem, o ministro da Fazenda mostrou satisfação com o comentário da diretora geral do FMI, Christine Lagarde, sobre os rumos da política econômica do país. Apesar de prever uma retração de 1% no PIB brasileiro este ano, o FMI considera que o governo está no caminho certo em sua política de ajuste fiscal.

O FMI também realiza hoje um painel para discutir o desafio da América Latina e Caribe de promover crescimento, sem a dependência do mercado de commodities.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.