Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/08 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 22/08 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 22/08 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 21/08 15h00 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 20/08 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 20/08 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
França

Brasileiro ganha "Nobel da Matemática"; ouça entrevista com Artur Ávila

media O matemático brasileiro, Artur Ávila Cordeiro de Melo recebeu, nesta terça-feira (12), a Medalha Fields, Nobel de Matemática. wikipédia

Aos 35 anos, o brasileiro Artur Ávila recebeu  a medalha Fields na quarta-feira (13) no Congresso Mundial de Matemáticos, em Seul, na Coreia do Sul, ao lado de outros três pesquisadores. Entre eles está a americana de origem iraniana Maryam Mirzakhani, a primeira mulher a receber a recompensa.

Entrevista com Artur Ávila 15/08/2014 - por Leticia Constant Ouvir

A façanha do brasileiro, que tem a nacionalidade francesa desde o ano passado, ganhou destaque na imprensa do país e até virou manchete no site do Le Monde. O jornal lembra que ele é o 12° francês a receber o prêmio. Artur Ávila sucede Ngo Bao Chau e Cédric Villani, que ganharam a recompensa em 2010.

O jornal lembra que, ao contrário da maioria dos grandes matemáticos franceses, que fizeram seus estudos na Escola Normal Superior situada na rua d'Ulm, em Paris, Artur formou-se na Universidade Federal do Rio de Janeiro e fez seu doutorado no IMPA (Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada), no Brasil.

Em seguida, através de uma parceria franco-brasileira entre o IMPA (Instituto de Matemática Pura e Aplicada  e o CNRS, Artur veio para França. No Collège de France, ele integrou a equipe de Jean-Christophe Yoccoz, que também venceu o prêmio. Hoje, Artur é diretor de pesquisas do Centro Nacional de Pesquisas Científicas - CNRS.

"Sou duplamente franco-brasileiro", brincou Artur em entrevista ao jornal Le Monde, em alusão à cooperação acadêmica entre o Brasil e a França.

"Sem lápis nem papel, ouvindo o barulho do mar"...

Artur Ávila concedeu uma entrevista exclusiva à RFI Brasil, em que confessa que "em qualquer momento em que você esteja livre, não esteja sobrecarregado de coisas práticas a serem feitas, você pode refletir na matemática". Artur diz que não tem necessidade de estar num computador, ou mesmo com lápis e papel, nada disso é necessário. "Se você está num lugar, está tranquilo, com o barulho constante do mar ao invés do barulho de carros e coisas do gênero, é um bom momento para você refletir naquele problema que está esperando um pouco de sua atenção", diz o laureado.

Sobre a atividade matemática no Brasil, Ávila observa que o país já produz vem colaborando com a produção

Entrevista com o diretor-adjunto do Impa
Claudio Landim 15/08/2014 Ouvir

científica de maneira formidável há muitas décadas, em nível internacional. "É uma produção de alto nível, concentrada em algumas áreas onde tem mais destaque. Há coisas a serem feitas como, por exemplo, aumentar os campos de atuação. Mas o Brasil já colabora imensamente para a matemática no mundo inteiro", diz o jovem diretor de pesquisas do renomado CNRS.

Presidente francês parabeniza pesquisador brasileiro

O presidente francês, François Hollande, parabenizou Artur pelo prêmio. Segundo ele, o franco-brasileiro "demonstra a atratividade da França na área de pesquisa", e "confirma a importância do papel dos matemáticos franceses na área." O primeiro-ministro Manuel Valls lembrou que o brasileiro é um "jovem cientista excepcional, que encarna a excelência da pesquisa matemática francesa."

Em suas pesquisas, Artur obteve resultados no estudo da Teoria do Caos e sistemas dinâmicos, que envolve a rotação de planetas e a análise de mais de dois corpos em movimento ao mesmo tempo. Ele busca entender, por exemplo, o movimento das bolas de bilhar em uma mesa de sinuca retangular ou poliédrica.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.