Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 18/08 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 18/08 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 18/08 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 17/08 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 17/08 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 17/08 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 17/08 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 17/08 09h33 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Brasil

Governo brasileiro está inquieto com preços durante Copa de 2014

media Vista do Rio de Janeiro, onde os hotéis já anunciam preços salgados durante o Mundial. Photo: AKtarus, source: Wikipédia

O governo brasileiro se disse inquieto na noite desta quarta-feira com o risco de forte aumento dos preços dos hotéis no país durante a Copa do Mundo de 2014.

Um apartamento na cidade do Rio de Janeiro deve custar em média 460 dólares, durante a competição. O valor é duas vezes maior que durante a Copa na Africa do Sul e 50% a mais que em Berlim, na Alemanha. Os preços em Joanesburgo custavam em média 200 dólares e na capital alemã 300 dólares, de acordo com um comunicado publicado pela Embratur.

O mesmo documento compara os preços de hotéis brasileiros anunciados atualmente na internet e no documento oficial da FIFA, MATCH Hospitality com as tarifas especiais propostas para o período da competição. Em Salvador, por exemplo, o preço de um quarto de hotel passa de 75 dólares por noite para 509 em julho de 2014, o equivalente a um alarmante aumento de 583%. Em outras cidades sedes da Copa é possível registrar aumentos de 200% e até 300%.

Cerca de 600 mil turistas são esperados para o evento esportivo no Brasil, 30 vezes mais que o número recebido pelo país durante a edição desse ano da Copa das Confederações. Estima-se que 3 milhões de pessoas assistam aos jogos em uma das 12 capitais brasileiras que abrigam os jogos. Os turistas devem gastar em torno 26 bilhões de reais no país.
 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.