Ouvir Baixar Podcast
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 24/05 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 24/05 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 24/05 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 23/05 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 23/05 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 23/05 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 23/05 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 23/05 09h36 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Últimas notícias
  • Primeira-ministra britânica, Theresa May, anuncia sua renúncia para 7 de junho
Américas

Ataque em casa noturna no México deixa pelo menos 15 mortos

media Pelo menos 15 homens foram assassinados no La Playa Men's Club, em Salamanca, no México, em 9 de março de 2019. REUTERS/Jesus Lara

Pelo menos 15 homens morreram e quatro ficaram feridos na madrugada deste sábado (9), após um ataque armado a uma boate em Salamanca, no estado mexicano de Guanajuato - informou a Procuradoria local.

"15 homens foram assassinados", disse, por telefone, Juan José Martínez, porta-voz da Procuradoria de Guanajuato, onde atuam poderosos grupos dedicados ao roubo de combustível e contra os quais foi lançada uma forte operação policial e militar.

Os homens abriram fogo ao chegar ao local, La Playa, fugindo em seguida, acrescentou o porta-voz.Três homens e uma mulher foram levados para um hospital da região. Os feridos ainda não foram identificados.

Por Salamanca passa o principal duto da estatal Petróleos Mexicanos (Pemex) em Guanajuato, e é uma das zonas onde agem grupos dedicados ao roubo de combustível. Esse crime disparou nos últimos anos, causando perdas de mais de 3 bilhões de dólares.

O ataque aconteceu horas depois de uma visita do presidente Andrés Manuel López Obrador a Guanajuato, onde celebrou um ato público na sexta (8) à tarde.

Roubo de combustível enfrenta incêndios criminosos

Em janeiro, a explosão de um oleoduto no México desafiou a estratégia do governo contra o roubo de combustível. Foram 66 os mortos na explosão de um oleoduto na cidade de Tlahuelilpan, a cerca de 100 km ao norte da Cidade do México. A companhia mexicana de petróleo Pemex atribuiu a tragédia, ocorrida em 18 de janeiro, a mais uma sabotagem de grupos criminosos que vivem da venda clandestina de combustíveis.

O governo fechou vários oleodutos para impedir esses roubos. Mas essa estratégia provocou escassez de combustível em uma dezena de estados do país, incluindo a capital, onde os motoristas passaram a fazer longas filas nos postos de gasolina. O banco mexicano Citibanamex estimou os custos dessa escassez para a economia mexicana em cerca de US$ 2 bilhões, "se as condições voltarem ao normal nos próximos dias".

André Manuel Lopez Obrador, que assumiu o cargo em 1º de dezembro de 2018, pediu aos mexicanos que sejam pacientes com essa situação caótica. Com o incêndio em Tlahuelilpan, várias pessoas culparam a escassez de gasolina pela tragédia.

Segundo as autoridades, os criminosos contam com a cumplicidade de funcionários da Pemex. 

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.