Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/07 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 22/07 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/07 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 22/07 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 22/07 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/07 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Américas

Comissão do Senado americano aprova candidato de Trump à Suprema Corte

media Le juge Brett Kavanaugh témoigne devant le Sénat, le 27 septembre 2018. Win McNamee/Pool via REUTERS

A Comissão de Justiça do Senado dos Estados Unidos aprovou nesta sexta-feira (28), o candidato do presidente Donald Trump à Suprema Corte, Brett Kavanaugh.

Na véspera, o juiz negou em audiência as acusações de assédio sexual contra uma acadêmica.

Os membros da comissão votaram por partido: os 11 republicanos aprovaram o candidato e os 10 democratas votaram contra Kavanaugh.

Agora, sua nomeação será avaliada e submetida ao voto do plenário do Senado, onde os republicanos têm uma estreita maioria de 51 a 49.

Investigação

Mas numa manobra inesperada, o republicano Jeff Flake pediu que a votação final seja adiada até a conclusão de uma investigação policial sobre as acusações contra o juiz.

"Este país está sendo destroçado", afirmou Flake, crítico de Trump e que está se retirando do Senado. "E temos que assegurar que o devido processo seja respeitado aqui", acrescentou.

Os democratas solicitaram em diversas ocasiões uma investigação do FBI sobre as acusações apresentadas pela professora universitária Christine Blasey Ford, uma das três mulheres que acusam o juiz e que afirma ter sido agredida sexualmente por Kavanaugh há décadas.
  

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.