Ouvir Baixar Podcast
  • 08h57 - 09h00 GMT
    Flash de notícias 13/12 08h57 GMT
  • 08h36 - 08h57 GMT
    Programa 13/12 08h36 GMT
  • 08h30 - 08h36 GMT
    Jornal 13/12 08h30 GMT
  • 14h27 - 14h30 GMT
    Flash de notícias 12/12 14h27 GMT
  • 14h06 - 14h27 GMT
    Programa 12/12 14h06 GMT
  • 14h00 - 14h06 GMT
    Jornal 12/12 14h00 GMT
  • 08h33 - 08h57 GMT
    Programa 09/12 08h33 GMT
  • 08h30 - 08h33 GMT
    Jornal 09/12 08h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Américas

Japão, o próximo alvo da guerra comercial norte-americana?

media Depois da China e da União Europeia, o Japão pode ser o próximo alvo de Donald Trump. REUTERS/Eduardo Munoz

Depois da China e da União Europeia, o Japão pode ser o próximo alvo de Donald Trump: o presidente dos Estados Unidos acredita que há um desequilíbrio comercial que favoriza Tóquio e exige a abertura de negociações.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, denuncia o superávit comercial do Japão, depois de seus ataques aos "privilégios chineses". No ano passado, o valor foi de pouco menos de US$ 70 bilhões (cerca de € 60 bilhões), atrás apenas do México, e muito distante do da China.

Em particular, o setor automobilístico preocupa o chefe de Estado. Veículos e peças japonesas exportadas para os Estados Unidos irritam Donald Trump, porque muito poucos carros norte-americanos são vendidos no arquipélago. Os americanos já estão aplicando tarifas, a partir de 2,5%. Mas se aumentassem para 25%, as conseqüências no PIB japonês seriam muito pesadas.

A disputa também diz respeito à agricultura. Donald Trump também gostaria que o mercado japonês se abrisse mais aos produtos agrícolas norte-americanos, especialmente a carne.

As relações entre os dois países deterioraram-se acentuadamente após a retirada dos Estados Unidos do acordo de livre comércio transpacífico (TPP) em janeiro de 2017. Desde então, o presidente norte-americano vem pedindo discussões a respeito, mas desta vez apenas com os japoneses. Se Tóquio resiste, não sabemos ainda por quanto tempo o fará.

O assunto deve certamente estar na agenda das conversas de Trump com o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe desta quarta-feira (26), em paralelo à Assembléia Geral da ONU.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.