Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 23/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 23/10 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 23/10 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 23/10 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 23/10 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 23/10 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/10 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Américas

Jornais franceses repercutem acusação de jovem ator contra Asia Argento

media A atriz italiana Asia Argento em Cannes, em 19 de maio de 2018. Loic VENANCE / AFP

O suposto caso de agressão sexual da atriz italiana Asia Argento contra o músico e ator Jimmy Bennett, revelado no domingo (19) pelo New York Times, tem repercussão na imprensa francesa.

Segundo o NYT, o jovem teria sido agredido sexualmente por Asia Argento em um hotel da Califórnia em 2013. Posteriormente, Asia Argento teria feito um acordo financeiro de US$ 380 mil para comprar o silêncio do rapaz. Na época dos acontecimentos, a atriz tinha 37 anos e o jovem ator, 17 anos. Na Califórnia, a idade legal do consentimento a uma relação sexual é de 18 anos.

Le Figaro destaca que Bennett entrou com a ação judicial contra Asia Argento um mês depois dela iniciar o processo por estupro contra o ex-produtor Harvey Weinstein. Assim como nos Estados Unidos, essas revelações surpreendem, porque até agora a italiana era considerada como uma das vozes mais importantes do movimento #MeToo.

O jornal francês cita o comentário do jornalista e ensaísta Franz-Olivier Giesbert, um dos editorialistas mais respeitados no país. Na época das numerosas denúncias de atrizes contra o ex-produtor americano, Giesbert considerou as delações como "hipócritas". Agora que a suposta agressão de Asia Argento contra Jimmy Bennet veio à tona, o francês lembrou que "sempre deve-se desconfiar de quem propaga suas virtudes".

Ouvida pelo Le Figaro, a jornalista e apresentadora de telejornais Françoise Laborde estima que o caso terá uma péssima repercussão para o movimento iniciado pelas mulheres.

Nas páginas do Libération, a blogueira feminista Noémie Renard, autora de um livro cujo título é "Para acabar com a cultura do estupro" relativizou a gravidade da acusação. "A grande maioria dos criminosos sexuais são homens, mas pode acontecer que eles sejam mulheres. Apoio à vítima", tuitou a escritora.

O advogado de Weinstein, Ben Brafman, denunciou o discurso ambíguo da atriz italiana. "Esta informação revela o impressionante nível de hipocrisia de Asia Argento, uma das principais vozes que tentou destruir Harvey Weinstein", disse Brafman em um comunicado.

A atriz não se pronunciou sobre o caso até agora.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.