Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 20/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 20/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 20/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 20/09 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 20/09 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 20/09 09h30 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 16/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 16/09 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Américas

Coreia do Norte culpa opositores de Trump por negociações paralisadas entre os dois países

media Kim Jong Un e Donald Trump em encontro histórico em junho, em Cingapura. Susan Walsh/Pool via Reuters/File Photo

Os meios de comunicação estatais da Coreia do Norte culparam neste sábado (18) os opositores políticos de Donald Trump pelo fato de a discussão sobre desnuclearização se encontrar em ponto morto, e pediram que o presidente americano aja com coragem para avançar nesta questão.

O presidente norte-americano e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, realizaram em junho uma histórica cúpula em Cingapura. Na reunião, os dois alcançaram um vago acordo para desnuclerizar a península da Coreia, mas desde então houve muito poucos avanços.

A Coreia do Norte criticou Washington por suas exigências "unilaterais e "ao estilo gângster" para o desmantelamento completo, verificável e irreversível do arsenal atômico de Pyongyang.

Neste sábado, Rodong Sinmun, o jornal mais importante do país, elogiou Trump por buscar melhorar as relações entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte e tentar obter a paz mundial.

"No entanto, ele enfrenta muitos oponentes", afirma ainda o texto.

Segundo o jornal, os democratas e inclusive alguns republicanos estão dificultando os esforços de Trump por seus própios interesses partidários.

A Coreia do Norte pede que os Estados Unidos concordem em declarar o fim da Guerra da Coreia de 1950-53, e acusa o país de não corresponder a uma série de suas "medidas de boa vontade".

Essas incluiriam o final de seus testes nucleares e de mísseis, a destruição de uma instalação de testes nucleares e a entrega dos restos de soldados americanos mortos na Guerra da Coreia.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.