Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 18/03 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 18/03 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 18/03 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 18/03 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 18/03 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 18/03 09h30 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 17/03 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 17/03 09h30 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Últimas notícias
  • Ciclone pode ter matado mais de mil pessoas, afirma presidente de Moçambique
Américas

Tiroteio deixa feridos em escola de ensino médio de Maryland, perto de Washington

media Novo tiroteio em escola dos Estados Unidos, a cerca de 90 minutos da capital americana, deixa pelo menos três feridos. Reprodução CNN

Um colégio de ensino médio de Great Mills, em Maryland (a pouco mais de uma hora de Washington) foi fechado nesta terça-feira (20) por segurança após um tiroteio no estabelecimento, informaram autoridades locais.

O diário Baltimore Sun informou o número de três feridos, mas sem mortes, citando um porta-voz do condado de Saint Mary, onde a escola está localizada.

O canal ABC apenas menciona "vários feridos", citando a delegacia local. "A situação está sob controle", de acordo com as autoridades escolares do condado. Great Mills High School tem cerca de 1.600 alunos com idade entre 14 e 18 anos.

Imagens aéreas exibidas por canais de televisão mostraram vários automóveis da polícia em todos os acessos do complexo educacional, que tem 1.600 alunos, com idades entre 14 e 18 anos.

Um estudante do colégio, que identificou como Jonathan Freese, disse por telefone à CNN que "tudo aconteceu muito rápido, pouco depois do início das aulas".

"A polícia chegou e respondeu rapidamente. Muitos agentes chegaram e a polícia está percorrendo as salas de aula", completou Freese.

Cinco semanas após Parkland

O incidente acontece cinco semanas depois de um jovem de 19 anos, armado com um rifle semi-automático, ter invadido um colégio de Parkland, Flórida, uma ação que provocou as mortes de 14 estudantes e três adultos.

Este massacre provocou uma grande onda de indignação em todo o país contra as leis que permitem o acesso facilitado a armas de grande calibre.

O tiroteio na escola secundária Marjory Stoneman Douglas em Parkland é o pior em uma escola nos Estados Unidos desde o assassinato de Sandy Hook, que matou 26 pessoas no final de 2012.

"Estamos aqui para vocês, estudantes da Great Mills, juntos podemos evitar que isso aconteça novamente", declarou Emma Parkzalez, uma das sobreviventes do tiroteio de Parkland e porta-voz do movimento para limitar acesso a armas de fogo.

Uma grande manifestação está planejada no sábado, 24 de março na capital americana, uma "Marcha para nossas vidas" para exigir uma melhor regulamentação das vendas de armas.

(Com informações da AFP)

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.