Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 22/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 22/09 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 22/09 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 22/09 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 22/09 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 22/09 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/09 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/09 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Américas

EUA voltam a negociar tratado com México e Canadá

media Chrystia Freeland, ministra de Relações Exteriores do Canadá, fala com a imprensa ao lado de Ildefonso Guajardo, secretário de Economia do México, e Robert Lighthizer, representante Comercial dos Estados Unidos, em Montreal, Quebec, Canadá REUTERS/Christinne Muschi

O representante comercial americano, Robert Lighthizer, admitiu nesta segunda-feira (29) que a sexta rodada de negociações do Tratado de Livre-Comércio da América do Norte (Nafta) tratou de temas importantes, mas o progresso é muito lento.

"Finalmente começamos a discutir assuntos centrais. Assim, esta rodada foi um passo à frente. Mas estamos avançando muito lentamente", expressou Lighthizier em coletiva de imprensa em Montreal.

O secretário de Comércio dos Estados Unidos, Wilbur Ross, disse na quarta-feira, no Fórum Econômico Mundial, que estava otimista sobre a possibilidade de chegar a um acordo com México e Canadá. "Acho que há boas possibilidades", afirmou.

Ross acrescentou que "todos prefeririam que houvesse um acordo satisfatório para as três partes", mas alertou que "o presidente (americano, Donald Trump) deixou claro que se não for um acordo que lhe agrade, então não o fará".

Os três sócios do Nafta mantiveram, em Montreal, sua sexta rodada de negociações para tentar superar suas diferenças, depois de Trump ameaçar abandonar o acordo, adotado há 24 anos.

As próximas negociações acontecem no México em fevereiro.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.