Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 21/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 21/07 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 21/07 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 21/07 09h57 GMT
  • 09h33 - 09h57 GMT
    Programa 21/07 09h33 GMT
  • 09h30 - 09h33 GMT
    Jornal 21/07 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 20/07 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 20/07 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Américas

Globo de Ouro dedica prêmios a movimento #MeToo

media A apresentadora e atriz Oprah Winfrey foi a grande homenageada da noite. REUTERS/Lucy Nicholson

A apresentadora Oprah Winfrey fez, neste domingo (7), um discurso contundente contra o abuso sexual ao ser homenageada pelo conjunto de sua carreira durante a premiação do Globo de Ouro.

Atriz, produtora e apresentadora de TV, Oprah Winfrey, reiterou publicamente seu apoio ao movimento #MeToo, que abalou os alicerces de Hollywood após os casos de abusos sexuais envolvendo o magnata cinematográfico Harvey Weinstein. Em seu discurso, ela prestou homenagem a Recy Taylor, uma mulher negra que, em 1944, denunciou ter sido estuprada por um grupo de homens brancos e morreu há algumas semanas.

A apresentadora lamentou a "cultura corrompida por homens brutalmente poderosos". "Durante muito tempo, as mulheres não foram ouvidas e não se acreditava nelas quando se atreviam a contar a verdade sobre esses homens. Mas esse tempo acabou!", declarou, entre aplausos do público.

A atriz de 63 anos também mencionou a imprensa, que teve um papel-chave nos últimos meses para revelar a má conduta sexual de inúmeros atores, diretores e produtores de Hollywood. "Quero dizer que valorizo a imprensa mais do que nunca nesses tempos complicados", concluiu.

Prêmios

Durante a festa, foram entregues no total 25 prêmios, 14 para o cinema e 11 para a televisão. Nicole Kidman ganhou o prêmio de melhor atriz por seu papel em "Big Little Lies". "Minha mãe foi uma defensora do movimento de direitos das mulheres quando estava crescendo e por ela estou aqui", disse, ao receber a estatueta.

"Essa personagem que fiz representa algo que é o centro da conversa agora mesmo. Acho e espero que podemos gerar mudanças através dessas histórias", afirmou a atriz. Sam Rockwell recebeu o Globo de Ouro de melhor ator coadjuvante por seu papel em "Três anúncios para um crime", um dos favoritos. Elisabeth Moss levou o prêmio de melhor atriz por "The Handmaid's Tale", escolhida a melhor série dramática.

A trilha sonora de "A Forma da água" levou o primeiro dos sete Globos de Ouro a que foi indicado o filme de Guillermo del Toro, eleito o melhor diretor. O filme fantástico, que ganhou o Leão de Ouro em Veneza, conta a história de amor entre uma zeladora e uma criatura anfíbia mantida em um tanque de água em uma instalação militar dos Estados Unidos, em plena Guerra Fria.

(Com informações da AFP)

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.