Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 16/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 16/10 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 16/10 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 16/10 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 16/10 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 16/10 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 15/10 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 15/10 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Américas

Trump declara estado de emergência na Califórnia diante do avanço dos incêndios

media Avião de combate a incêndios da força aérea americana em ação na Califórnia. REUTERS/Mike Blake

O presidente americano, Donald Trump, declarou estado de emergência na Califórnia. Ventos fortes continuam alimentando os incêndios iniciados na segunda-feira (4) nas proximidades de Los Angeles. O fogo se propagou para áreas no sul do estado, com dois novos focos detectados em Santa Barbara e San Diego.

No sexto dia de combate às chamas, 8.700 bombeiros continuam mobilizados para apagar seis focos de incêndio considerados fora de controle no estado da Califórnia.

Apesar das labaredas imensas, até o momento o fogo deixou apenas uma vítima: uma mulher de 70 anos que perdeu o controle de seu carro, em Santa Paula, no condado de Ventura, depois de ter a visão ofuscada pelas chamas. Seis civis e quatro bombeiros sofreram queimaduras. Os diferentes focos de incêndio já destruíram 500 imóveis e levaram à evacuação de mais de 200 mil pessoas em todo o estado.

O decreto presidencial assinado por Trump na sexta-feira (8) permitirá uma melhor coordenação entre a Agência Federal de Gestão das Situações de Emergência (Fema) e o Departamento de Segurança Interior. O instrumento também permite a liberação de verbas federais de emergência.

Situação fora de controle

Os dois focos mais perigosos se encontram no condado de Ventura, a 120 km de Los Angeles, e no setor de San Diego, no extremo-sul da Califórnia. Os prognósticos meteorológicos mostram que os ventos – considerados na quinta-feira pelas autoridades como "épicos", com velocidades de até 128 km/h – podem voltar a ganhar força. As temperaturas na região permanecem excepcionalmente elevadas.

O jornal Los Angeles Times relata que um haras foi destruído na quinta-feira na localidade de San Luis Rey Downs, entre Los Angeles e San Diego. Pelo menos 25 cavalos puro-sangue morreram carbonizados. Um empregado do haras ficou gravemente ferido, com queimaduras na metade do corpo.

O corpo de bombeiros da Califórnia (Cal Fire) pediu à população que se prepare para evacuar as zonas afetadas a qualquer momento. "Com ventos previstos e condições secas, é vital que estejam prontos para escapar!", escreveu o serviço no Twitter.

O ano de 2017 tem sido o mais letal no que diz respeito a incêndios na região: mais de 40 pessoas morreram em mais de uma dezena de incêndios que devastaram uma zona de vinhedos na Califórnia em outubro.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.