Ouvir Baixar Podcast
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 24/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 24/06 15h06 GMT
  • 15h00 - 15h06 GMT
    Jornal 24/06 15h00 GMT
  • 09h57 - 10h00 GMT
    Flash de notícias 24/06 09h57 GMT
  • 09h36 - 09h57 GMT
    Programa 24/06 09h36 GMT
  • 09h30 - 09h36 GMT
    Jornal 24/06 09h30 GMT
  • 15h27 - 15h30 GMT
    Flash de notícias 23/06 15h27 GMT
  • 15h06 - 15h27 GMT
    Programa 23/06 15h06 GMT
Para poder acessar todos os conteúdos multimídia, você deve instalar o plugin Flash no seu navegador. Para se conectar, você deve ativar os cookies nas configurações do navegador. O site da RFI é compatível com os seguintes navegadores: Internet Explorer 8 e +, Firefox 10 e +, Safari 3 e +, Chrome 17 e +.
Américas

Porta-voz da Casa Branca pede demissão em Washington

media Sean Spicer, porta-voz da Casa Branca, pediu demissão nesta sexta-feira (21) em Washington. REUTERS/Jonathan Ernst/File Photo

O porta-voz do Casa Branca, Sean Spicer, renunciou ao cargo, segundo reportou nesta sexta-feira (21) o jornal The New York Times, citando uma fonte diretamente implicada na decisão.

A renúncia de Sean Spicer acontece logo após a nomeação de Donald Trump do empresário Anthony Scaramucci ao posto de diretor de Comunicação da Casa Branca, em Washington.

Spicer justificou sua decisão por “discordar fortemente” da escolha de Trump do nome de Scaramucci para o cargo, de acordo com a imprensa local.

Scaramucci, um apoiador de longa data do presidente norte-americano, substitui o antigo diretor, Michael Dubke, que renunciou em maio deste ano. Desde então, Sean Spicer vinha ocupando ambas as funções de porta-voz e diretor de Comunicação da sede do governo norte-americano.

Atualmente executivo do banco Export-Import Bank, Anthony Scaramucci deve começar a trabalhar em seu novo posto em agosto, segundo uma fonte do governo.

Fundador da Skybridge Capital, ele já acumulava uma indicação do governo Trump para o cargo de Embaixador dos EUA na OCDE, em Paris.

Sob o fogo cerrado de Trump

O porta-voz se encontrava sob fogo cerrado nas últimas semanas, sofrendo fortes críticas de Trump devido à confusão na comunicação do Executivo, confusão da qual o próprio presidente norte-americano é acusado de contribuir com seus tuítes e entrevistas.

A renúncia acontece no final de uma semana turbulenta para o líder do Partido Republicano, abertamente irritado com o progresso da investigação do procurador especial Robert Mueller sobre um possível conluio entre a Rússia e a sua campanha no ano passado.

Além da turbulência equipe de comunicação, Donald Trump reformulou seu time de advogados pessoais que representam seus interesses contra Robert Mueller. Um deles renunciou. De acordo com vários jornais, o bilionário deseja conter a investigação sobre a interferência russa, visando alguns de seus parentes, com o objetivo de minar a autoridade de Mueller, nomeado em maio para garantir a independência da investigação, que acusa Trump de interesse visando suas próprias finanças e os de sua família, como relatado por vários meios de comunicação locais.

Sobre o mesmo assunto
 
O tempo de conexão expirou.